Por Martina Medina

Entre 1º de janeiro e 25 de agosto de 2019, a Amazônia Legal brasileira registrou 57.509 focos de incêndio, de acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Este é o maior número desde 2010, quando o mesmo período marcou 85.577 focos de queimadas na região. O governo brasileiro anunciou uma série de medidas para conter a situação. Confira estas e outras informações.

Sinais de fumaça

O céu escureceu na cidade de São Paulo no dia 19 de agosto, por volta das 15h. Um dos motivos foi o aumento das queimadas em estados brasileiros da Região Norte, como Rondônia e Acre, e nos países  vizinhos Paraguai e Bolívia. Segundo nota da meteorologista Josélia Pegorim no site Climatempo, uma frente fria trouxe uma nuvem mais baixa, ajudando a espalhar a fumaça pelo país, atingindo também a região sul de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná e partes de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

Em São Paulo, moradores que coletaram a água da chuva nesse dia perceberam que o líquido ficou preto. O Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP) apontou a presença de substâncias comuns em queimadas em amostras dessa água. Em entrevista ao Joca, porém, o Inpe afirmou que “a fumaça teve apenas pequena participação no fenômeno, que foi quase inteiramente devido ao tipo de nuvens (muito densas e baixas)”.

Saúde

A fumaça das queimadas pode provocar falta de ar, tosse, dor e ardência na garganta, entre outros problemas. As crianças estão entre as mais afetadas porque o sistema imunológico (que defende o corpo de doenças) delas ainda está em formação, de acordo com o pediatra Daniel Pires.

No Hospital Infantil Cosme e Damião, em Porto Velho, capital de Rondônia, onde o médico trabalha, 120 crianças com problemas respiratórios foram atendidas de 1° a 10 de agosto. O número subiu para 380 casos, de 11 a 23 deste mês, pelo “aumento da fumaça decorrente das queimadas”, segundo ele.

A fumaça em Porto Velho levou Carlos Adriano L., 5 anos, para um hospital da região. “Fiquei com a garganta doendo e a língua cheia de bolinhas. Passei uma semana sem ir à escola. Todo dia tem fumaça em todo canto onde eu moro”, disse ele, em entrevista ao Joca.

Para enfrentar a situação, o pediatra recomenda manter alimentação leve, beber muita água e colocar um pano úmido ou uma bacia com água dentro de casa — que deve ser mantida limpa para que a poeira não piore os sintomas.

Queimadas

Causas

Na América do Sul, quase todas as queimadas são causadas pelo ser humano, por diversas razões, como:
DESMATAMENTO: o fogo é usado para limpar a área desmatada, que será utilizada para agropecuária.
QUEIMA DE LIXO: o fogo pode sair do controle e atingir áreas de floresta.

Além disso, as queimadas sempre aumentam no período mais seco de cada região. No entanto, de acordo com o Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam), o aumento do fogo na área amazônica em 2019 está mais relacionado com o crescimento do desmatamento do que com a seca.

queimada-amazonia-em-pauta-136
Imagem de satélite das regiões de queimada feita pela Nasa (a agência espacial dos Estados Unidos), em 13 de agosto/ #pracegover: imagem de satélite mostra regiões brasileiras afetadas pelas queimadas da floresta. Imagem: Nasa.

Consequências

– Árvores liberam muito vapor de água, que forma as nuvens de chuva. Sem vegetação, chove menos.
– Com menos chuva, a produção de alimentos é prejudicada.
– Perda de animais.
– Prejuízo à saúde humana.
– Árvores absorvem e acumulam muito carbono. Quando são queimadas, liberam o elemento na atmosfera na forma de gás, que piora o efeito estufa e leva ao aquecimento global (saiba mais na edição 135 do Joca).

Soluções

– Iniciar uma campanha de prevenção de queimadas e sobre a importância da Amazônia e de outros biomas.
– Aumentar a fiscalização contra o desmatamento ilegal.
– Investir em equipamentos e equipes para combater o fogo.

Principais medidas anunciadas pelo governo federal

– Envio de agentes da Força Nacional para estados que compõem a Amazônia Legal (formada por sete estados da Região Norte, além de Maranhão e Mato Grosso) que solicitarem ajuda. Até o fechamento desta edição, sete estados haviam pedido auxílio.
– Envio de aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) para jogar água sobre o fogo.
– Liberação de 38,5 milhões de reais pelo Ministério da Economia.
– Apuração de denúncias de incêndios criminosos no Pará.

Reação internacional

Regiões em chamas da Amazônia brasileira estamparam capas de jornais pelo mundo. Em reunião no dia 26 de agosto, os líderes do G7 — grupo formado por Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido, as sete maiores economias do mundo — concordaram em liberar cerca de 20 milhões de dólares (aproximadamente 80 milhões de reais) para a Amazônia, bioma presente em outros oito países da América Latina. De acordo com a França, a maior parte do dinheiro será usada para o envio de aeronaves de combate a incêndios.

edicao-136-brasil-jornais-internacionai
#pracegover: a imagem mostra capas de jornais internacionais (The Washington Post, La Nacion e The Guardian) e de um site, repercutindo as queimadas na Amazônia. Foto: reprodução.

Fontes: Vinícius Silgueiro, coordenador do Núcleo de Geotecnologias do Instituto Centro de Vida (ICV); Paulo Moutinho, pesquisador sênior do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam); e Inpe.

Esta matéria foi originalmente publicada na edição 136 do jornal Joca.

Enquete

Que tipo de live você mais gosta de assistir?

Comentários (7)

  • francisco mathias do amaral

    8 meses atrás

    mas que triste

  • EMEF Prof. Laerte José dos Santos

    8 meses atrás

    É importante cuidar da floresta Amazônica e não queimá-la. Eu acho horrível quem faz e fez isso. Daniel, 3º ano E.

  • EMEF Prof. Laerte José dos Santos

    8 meses atrás

    Eu acho muito ruim o que está acontecendo com a Amazônia. Em vez de desmatar a Amazônia, nós podemos ajudá-la, para nós termos um planeta melhor. Então nós podemos colaborar ajudando a Amazônia e parar de poluir o planeta Terra e melhorar o mundo para que ele fique melhor. Não podemos apoiar as pessoas fazendo mal à Amazônia e poluindo o ar. As pessoas que fazem isso pensam que estão fazendo mal para as outras pessoas, mas elas também estão prejudicando a elas mesmas. Katarina, 4º ano E.

  • EMEF Prof. Laerte José dos Santos

    8 meses atrás

    Eu não gostei que estão destruindo a floresta Amazônica.Isso é ruim, especialmente para nós, Brasileiros,por que temos a maior fonte de oxigênio do planeta.E moramos aqui. Enquanto queimam nossa floresta menos ar puro teremos. Mirella 4 ano B

  • EMEF Prof. Laerte José dos Santos

    8 meses atrás

    Eu acho que isso é péssimo porque nós não vamos ter mais oxigênio para viver por isso devemos parar com as queimadas. Isadora. R 4 ano b

  • EMEF Prof. Laerte José dos Santos

    8 meses atrás

    Acho que o ser humano e um ser mal para queimar as matas da Amazônia e espero que o governo possa mandar aviões para apagar o fogo kelvin 4c

  • EMEF Prof. Laerte José dos Santos

    8 meses atrás

    Não acho que os homens devem colocar fogo na Amazônia por que alem de estarem prejudicando nós eles estão se prejudicando também. Julia 4 c

Compartilhar por email