Outubro foi o mês em que o Brasil teve o menor número de mortes mensais por covid-19 de 2021. Foram registradas 11.075 mortes pela doença no país durante o mês, segundo o Conselho Nacional de Secretários de Saúde. Diante do avanço da vacinação e da diminuição de mortes e casos de covid-19, algumas cidades estão flexibilizando o uso de máscaras. Segundo a Confederação Nacional de Municípios (CNM), 17 cidades brasileiras já tinham liberado a utilização do objeto ao ar livre até o fechamento desta edição. O Rio de Janeiro começou no dia 28 de outubro e foi a primeira capital a desobrigar o uso do equipamento de proteção ao ar livre.

#pracegover: Jovem é vacinado em Manaus, no Amazonas. Atrás há uma fila com outros adolescentes. Crédito de imagem: Camila Batista / Semsa

O que dizem os especialistas?
De acordo com dois infectologistas ouvidos pelo Joca, ainda é cedo para interromper a utilização da máscara. “Deixar as pessoas julgarem quando tem aglomeração ou não no ambiente aberto é algo que vai trazer muita dificuldade e pouca adesão ao uso das máscaras, que ainda é uma forma eficiente de controlar a transmissão”, alerta a infectologista Raquel Stucchi, da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp e consultora da Sociedade Brasileira de Infectologia.

“Seria importante esperar que pelo menos 80% da população fosse vacinada, porque esse é um número em que se demonstra que existe uma imunidade populacional. Ou seja, é o número necessário para evitar que o vírus, de fato, circule”, diz Carlos Magno Fortaleza, infectologista e professor da Faculdade de Medicina da Unesp de Botucatu.

A covid-19 no Brasil
Total de casos: 21.886.077
Total de mortes: 609.573
Pessoas vacinadas, 1ª dose: 157.615.277
Pessoas vacinadas, dose única ou segunda dose: 124.157.828
Fonte: Ministério da Saúde, 25 de novembro.

Fontes: CNN Brasil, Confederação Nacional de Municípios, Conass e Ministério da Saúde, 25 de novembro

Esta matéria foi originalmente publicada na edição 180 do jornal Joca

Enquete

De qual capa do Joca em 2022 você mais gostou até agora?

Comentários (0)

Compartilhar por email