Por Joanna Cataldo

No Rio de Janeiro, pontos da Favela da Maré que antes acumulavam grande quantidade de lixo estão sendo transformados em praças e jardins por um grupo de garis. Ao todo, já foram criados cerca de dez jardins e duas pracinhas, que incluem brinquedos restaurados e itens feitos de resíduos descartados.

Para realizar o trabalho, existente desde 2017, Valdenise Ferreira e dois colegas procuram no lixo materiais que podem ser reaproveitados — caso de um escorregador restaurado pelo grupo e colocado em uma das pracinhas. “Achamos muitas coisas boas no lixo”, diz ela. “Se estiver amassado, desamassamos. Se precisar de solda, soldamos. Mas não deixamos jogados no lixo.”

Valdenise Ferreira / #pracegover: Valdenise Ferreira vestida com o uniforme gari: camiseta branca, calça e boné laranja. Ela mexe em plantas em uma das hortas comunitárias. Crédito de imagem: arquivo pessoal.
#pracegover: pessoas trabalham uma das pracinhas criadas pelo grupo na Maré. Crédito: reprodução.

Além disso, o grupo usa materiais descartados, como pneus, para novas ideias, como um canteiro para plantas que tem a cara dos personagens Minions, da série de filmes Meu Malvado Favorito.

Para a execução, o grupo recebe doações de plantas e materiais e, em algumas ocasiões, utiliza dinheiro do próprio bolso para adquirir itens necessários para o serviço. A recompensa vem com os elogios dos moradores e as transformações que a ação tem provocado na comunidade. Segundo Valdenise, em uma das pracinhas a violência diminuiu e as pessoas pararam de jogar lixo. “Temos que conscientizar sobre os problemas ambientais e as doenças que o lixo descartado de forma irregular podem causar”, diz. “Quero mostrar que podemos reutilizar muitos materiais.”

O que eu penso sobre…
“Incentivar a coleta de lixo e reciclagem é algo que todos deveriam fazer. A matéria mostra que é possível a todos fazer isso, independentemente das condições financeiras”, Lucas B., 15 anos, editor mirim da edição

#pracegover: o garoto Lucas B. olha para frente. Ele usa camiseta vermelha com detalhes em preto. Crédito: jornal Joca.

Saiba mais no site do Joca: jornaljoca.com.br

Esta matéria foi originalmente publicada na edição 134 do jornal Joca.

Enquete

Qual é o acontecimento mais esperado de 2020?

Comentários (1)

  • francisco mathias do amaral

    5 meses atrás

    RECICLAGEM

Compartilhar por email