Imagem: Milena Branco

Para saber se você pode ter um camaleão de estimação, o primeiro passo é entender a diferença entre animais domésticos e silvestres.

Os domésticos são aqueles que nós podemos adquirir sem solicitar autorização oficial, como cães, gatos e coelhos. Já os animais silvestres são aqueles que você não pode criar em casa ou precisa solicitar a autorização do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) para isso.

Sagui, furão e arara, por exemplo, estão na lista de animais silvestres que podem receber autorização do Ibama. Infelizmente, o camaleão está na lista dos que não podem ser criados em casa. Mas fique atento ao site do Ibama, pois a lista muda o tempo todo e animais que não têm a autorização podem receber um dia. Se você quer muito adotar um réptil, pode optar pelos “primos” do camaleão, como a iguana e o dragão-barbudo.

É fundamental nunca adquirir animais não autorizados. Além de ser ilegal, geralmente esses bichos foram caçados por traficantes de animais, que ganham dinheiro cometendo esse crime.

Pergunta enviada pela Maria Eduarda S., 7 anos de São Caetano do Sul – SP. Tem alguma dúvida sobre o mundo animal? Mande sua pergunta para nós: joca@magiadeler.com.br.

Conheça o canal do biólogo Guilherme Domenichelli.

Enquete

O que você mais tem feito pela sua saúde mental durante a pandemia?

Comentários (4)

  • LUIZA RESENDE

    2 semanas atrás

    nossa não sabia que coelho era domestico !!!!!! Legal

  • MARCELA RAZUK

    1 mês atrás

    eu adoraria ter todos os tipos de animais, pena que vivo na cidade que está em 4 no ranking da poluição do MUNDO INTEIRO !!!!! (ou seja são paulo-sp)

  • Maria Clara Resende

    2 meses atrás

    Gostei muito do jornal do Joca, principalmente das dúvidas animais, eu tenho 12 anos e gosto muito de bichos, queria saber se posso adotar uma coruja ou um rato...

  • alunograded4

    2 meses atrás

    joca gostei muito deste artigo e uma oportunidade muito boa saber que podemos ter camaleoes de estimacao agora so falta convencer minha mae

Compartilhar por email