Praticar algum esporte na infância é altamente recomendado por pediatras e educadores físicos. Além de ajudar na coordenação motora, as atividades podem evitar lesões e ainda auxiliar na superação da timidez.

O ideal é que o esporte seja inserido na vida do pequeno de forma equilibrada, respeitando os seus limites e habilidades. Vale ressaltar que os exercícios nunca devem ser vistos como uma obrigação: a criança tem que gostar e se divertir com eles!

Quer saber mais detalhes sobre o assunto? Então, continue conosco! Listamos diversos benefícios do esporte na vida dos pequenos para auxiliar as mamães e papais a escolher a atividade ideal. Acompanhe!

Os esportes auxiliam no desenvolvimento físico da criança 

Do ponto de vista físico, os esportes trazem diversos benefícios para a vida das crianças. As atividades melhoram a coordenação motora, o equilíbrio, a força muscular e ainda ajudam a prevenir doenças, como obesidade, hipertensão e depressão.

Para te ajudar a compreender melhor, fizemos uma listinha com os principais elementos do corpo humano que são beneficiados com a prática esportiva. Veja!

Coração

Além de prevenir doenças cardiovasculares (por consequência do aumento do HDL, o bom colesterol), os esportes fazem com que o músculo do coração se fortaleça, tornando-o mais eficiente. Atividades aeróbicas, como piques e corridas, são excelentes para esse fim.

Pulmão 

Esportes aquáticos, como natação e hidroginástica, aumentam a capacidade pulmonar e fortalecem o diafragma — músculo responsável pela respiração. Essas atividades são recomendadas para todas as crianças, mas podem ser ainda mais eficientes para aquelas que apresentam problemas respiratórios.

Ossos 

Até mesmo os ossos dos pequenos são beneficiados com a prática esportiva. Isso acontece porque atividades físicas auxiliam na fixação do cálcio e ajudam no desenvolvimento das células ósseas na fase de crescimento.

Músculos 

O fortalecimento muscular é um dos principais benefícios do esporte na infância. Ele é essencial para o desenvolvimento do corpo, fortalecimento das articulações e correção da postura. Alguns esportes, como o judô, são mais indicados para esses objetivos.

Imunidade

As atividades melhoram a saúde da criança como um todo e com o sistema imunológico não é diferente. No entanto, é preciso ficar atento: exercícios em excesso podem causar o efeito contrário. O ideal é que existam dias de descanso durante a semana.

As atividades físicas promovem a socialização 

Muitas atividades físicas necessitam de contato com outras crianças. Nesse contexto, os pequenos começam a desenvolver relações sociais e aprendem a conviver em grupo. Esse fator é extremamente importante para os que são tímidos, já que os esportes tendem a ajudar a superar a vergonha e elevar a autoestima.

O respeito às regras também é estimulado 

Todo esporte tem uma série de regras que devem ser seguidas. Por isso, as atividades contribuem para que os pequenos aprendam desde cedo que existem normas que devem ser respeitadas.

Além disso, eles desenvolvem a capacidade de lidar com desafios e adversidades. Como consequência, estará em formação um adulto mais responsável, centrado e menos egoísta.

A criança cresce gostando de praticar esportes

Sabemos que o sedentarismo traz uma série de problemas aos indivíduos, como o acúmulo de gordura, aumento do colesterol e risco de contrair diabetes. Quando nos tornamos adultos, é mais difícil inserir uma atividade no dia a dia, afinal, temos trabalho, filhos e outras preocupações.

Por isso, é primordial que a criança cresça com interesse em esportes, tornando a prática uma rotina. O ideal é estimular o pequeno a realizar exercícios desde cedo, mesmo por meio de brincadeiras — como amarelinha, dança e esconde-esconde — e deixar que ele escolha a atividade que deseja praticar no futuro.

Entretanto, vale ressaltar que a competição não deve ser estimulada em excesso. Cobranças elevadas por parte dos pais e treinadores podem ocasionar o efeito oposto: a aversão ao esporte.

O esporte na infância previne doenças psicológicas 

Não é só o corpo que é beneficiado com a prática esportiva. Além de ajudar na socialização, o esporte tem o poder de diminuir a ansiedade e controlar a agressividade. A atenção na escola — e consequentemente, as notas — também é melhorada.

A depressão infantil é outro mal que pode ser combatido com o esporte. Isso acontece porque as atividades produzem endorfina, hormônio responsável pelas sensações de prazer e bem-estar. Como consequência, temos uma criança mais alegre e disciplinada.

Traz benefícios ainda nos primeiros anos de vida

Engana-se quem pensa que os esportes são destinados apenas às crianças mais crescidinhas. A natação é altamente recomendada para os bebês, pois melhora a coordenação motora, proporciona noções de espaço e tempo, estimula o apetite, previne doenças respiratórias, tranquiliza o sono, entre outros benefícios.

O interessante é que essa atividade deve ser feita com os pais, sendo uma excelente alternativa para quem deseja ficar mais pertinho dos filhos. Mas atenção: apesar de ser benéfica a quase todos os bebês, a natação deve ter o aval de um pediatra.

É agradável para a criança e prático para os pais

Caso você não queira levar o seu bebê para natação, existem outras formas de estimular as crianças a praticar atividades desde cedo. A partir dos seis meses, por exemplo, você pode colocar a criança em cercados, permitindo que ela brinque e tente ficar em pé. Entre 1 e 3 anos, exercícios podem ser introduzidos por meio de brincadeiras.

Confira outras dicas para inserir os esportes na vida dos pequenos:

– 4 a 8 anos: priorize as aulas de iniciação esportiva, em que as crianças tenham contato com diferentes esportes;

– 9 a 12 anos: nessa fase, as crianças já conseguem fazer escolhas. Deixe que seu filho te diga quais esportes ele gostaria de praticar e incentive-o.

Lembrando que a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda 60 minutos de exercícios físicos (incluindo as brincadeiras) diários para crianças e adolescentes de 5 a 17 anos. Além disso, é necessário que o jovem consuma alimentos balanceados e tenha uma rotina saudável.

Agora que você já descobriu por que se deve praticar um esporte na infância, que tal incentivar os pequenos a adquirir outro hábito saudável: o da leitura? Aprenda a fazer um jornal infantil e estimule o seu filho a ler!

Enquete

Há quanto tempo você é leitor do Joca?

Comentários (2)

  • ABSTRATO STORE

    5 meses atrás

    eu amo praticar esportes

  • Cheila

    5 meses atrás

    eu amo praticar esportes

Compartilhar por email