Os atletas e profissionais credenciados, como técnicos e jornalistas, que irão participar da Olimpíada e Paralimpíada de Tóquio começaram a ser vacinados contra a covid-19 no Brasil, em 19 de maio, de acordo com o Ministério da Saúde. Até o fechamento desta edição, as imunizações estavam sendo realizadas em seis capitais: Brasília (DF), Belo Horizonte (MG), Fortaleza (CE), Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP).

De acordo com o Ministério da Saúde, cerca de 1.800 brasileiros que farão parte do evento serão vacinados na ação, que é uma parceria do órgão com os ministérios da Defesa e da Cidadania e é coordenada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB). Ainda segundo o Ministério da Saúde, a iniciativa recebeu a doação de 4 mil doses das vacinas fabricadas pelas empresas Pfizer, dos Estados Unidos, e BioNTech, da Alemanha, e mais de 12 mil doses da CoronaVac, imunizante desenvolvido pela farmacêutica chinesa Sinovac e produzido no Instituto Butantan.

O órgão também afirma que, para cada atleta ou profissional credenciado que for vacinado, duas doses serão entregues para a imunização dos grupos previstos pelo plano nacional de vacinação.

Mais de 80% dos japoneses não querem a Olimpíada no meio do ano
Uma pesquisa feita pelo jornal The Asahi Shimbun, do Japão, mostrou que apenas 14 a cada cem pessoas no país querem que os Jogos Olímpicos comecem na data prevista, 23 de julho, por causa da pandemia do novo coronavírus. O estudo foi publicado em 17 de maio, a cerca de dez semanas do início do evento.

Três dias antes, o estado de emergência no Japão havia sido ampliado, com previsão de que dure pelo menos até 31 de maio, em uma tentativa de evitar mais uma onda de covid-19 no território japonês. Segundo o site Our World in Data, foram registrados 6.288 novos casos da doença por lá no dia em que a medida foi anunciada.

Glossário
Paralimpíada: versão dos Jogos Olímpicos adaptada para atletas que têm algum tipo de deficiência física ou sensorial, como cadeirantes e deficientes visuais.

Fontes: BOL, Globo Esporte, G1, Ministério da Saúde e Our World in Data.

Esta matéria foi originalmente publicada na edição 171 do jornal Joca.

Enquete

Pelo o que você mais está esperando em 2022?

Comentários (0)

Compartilhar por email