Os atletas suecos que chegaram ao Rio e Janeiro para a Olimpíada também não quiseram ficar nos apartamentos da Vila Olímpica e foram para hotéis. Além deles, a delegação da Austrália e da Argentina também reclamaram das condições.
Os suecos se queixaram da falta de limpeza e de problemas no acabamento dos apartamentos. Enquanto os consertos são feitos, os atletas da Suécia foram de táxi para os hotéis.

Mais de 600 operários, faxineiros, pedreiros, eletricistas e encanadores foram chamados às pressas na Vila Olímpica para deixar tudo pronto para delegações retornarem.

“Os apartamentos, apesar de terminados por fora, parecerem acabados por dentro mas não estão, tem muitos problemas quando com instalações hidráulicas e elétricas “, explicou o dirigente da Argentina.

O refeitório da Vila está funcionando normalmente e sem problemas e o prédio da Austrália, que era o pior da Vila Olímpica , já está bem melhor, disse a prefeita da Vila, Janeth Arcain.

O Comitê Olímpico disse que vai resolver todos os problemas até quinta-feira (28)

Os quenianos também deixaram bilhetes para os funcionários: “Por favor, consertem o nosso banheiro”, pediram.

A Vila Olímpica custou quase R$ 3 bilhões e foi construída pela Carvalho Hosken e Odebrecht, com dinheiro da Caixa. O governo federal e a prefeitura do RJ afirmaram que a responsabilidade, no momento, é do Comitê Organizador.
A 11 dias dos Jogos 2016, 115 das 206 delegações já estão no Rio.

Enquete

Há quanto tempo você é leitor do Joca?

Comentários (0)

Compartilhar por email