No dia 15 de abril, a Dinamarca se tornou o primeiro país europeu a retomar as aulas, suspensas em 12 de março, pela pandemia do novo coronavírus. Alunos de creches, pré-escolas e de parte do ensino fundamental retornaram às escolas. No dia 10 de maio, será a vez dos estudantes de ensino médio.

#pracegover: crianças estão sentadas em mesas na área externa de escola. O estabelecimento está demarcado por uma faixa de isolamento. Foto: Ole Jensen/Getty Images

De acordo com o governo dinamarquês, o objetivo é retomar aos poucos a vida pré-pandemia, deixando os pais com mais tempo para se dedicar ao trabalho enquanto os filhos estudam. Mas nem tudo é como antes: os alunos devem manter distância entre si — de 2 metros entre as carteiras, por exemplo —, lavar a mão e usar álcool em gel com frequência (até de hora em hora em algumas instituições).

A Noruega também determinou a volta às aulas, com a reabertura das creches e pré-escolas no dia 20 de abril, cinco semanas após a suspensão. Já o ensino médio será retomado em maio. Segundo o governo norueguês, a medida foi tomada porque as crianças não são tão afetadas pelo vírus e para permitir que os pais voltem a trabalhar.

Em breve
Outros países da Europa têm data prevista para a volta às aulas. Confira alguns deles.

Alemanha: em 4 de maio, parte das escolas vai reabrir, principalmente as dos estudantes mais velhos, que realizarão provas nacionais em breve

Áustria: as aulas devem voltar a partir do dia 15 de maio, mas as autoridades ainda não detalharam como isso deve acontecer.

França: as escolas de educação primária vão reabrir com turmas de, no máximo, 15 alunos, de 11 de maio em diante. Estudantes a partir de 12 anos voltam a ter aulas presenciais em 18 de maio. Já as universidades devem ser abertas apenas depois de setembro.

Holanda: em 11 de maio, voltam a funcionar as creches e o ensino fundamental. Os alunos do ensino médio devem retornar em 2 de junho

Correspondentes internacionais

“Na minha escola, a gente entra na parte interna só para lavar as mãos. Todas as outras atividades são realizadas ao ar livre, por ser mais seguro do que ficar em um ambiente fechado. Minha sala tem cinco meninas e quatro meninos, e eu só posso brincar com as meninas para não ter muita gente junta. Eu gostei de voltar para a escola, porque em casa não tinha muito o que fazer. Eu tive aulas em casa, mas não é a mesma coisa.” Camila H. J., 9 anos, de Aalborg, Dinamarca

Camila-Dinamarca-Edicao-148
#pracegover: Camila está com o cabelo preso e sorri. Foto: arquivo pessoal.

“Quando soube que a escola ia abrir, logo pensei que poderia ver meus amigos e brincar com eles. Mas nem toda a classe está junta, o que é muito esquisito. Temos um pequeno espaço para brincar, mas foi bom ir para a escola de novo. A gente não pode abraçar os amigos, mesmo depois de muito tempo sem vêlos. Eu estava com saudades, queria poder abraçá-los.” Raul T. V. N., 9 anos, de Kalundborg, Dinamarca

Raul-Dinamarca-Edicao-148
#pracegover: Raul usa camisa branca com detalhes em cinza e casaco escuro. Foto: arquivo pessoal.

“A escola tem um lugar para lavar as mãos antes mesmo da entrada. A minha turma tem que chegar entre 8h15 e 8h30 para não ter muitas pessoas entrando juntas. Fomos divididos em duas turmas de 12 alunos. Antes, a gente sentava em grupo ou duplas. Agora, é cada um em uma mesa sozinho. A professora fica em uma porta, entre as duas salas, para dar as aulas. No intervalo, temos um lugar para ficar a cada dia: um dia no parque, outro onde pode jogar bola, outro em que é gramado. Só estamos tendo aulas de disciplinas básicas, por enquanto, como inglês, dinamarquês e matemática. É tudo muito diferente e muito novo.” Beatriz R. do N., 11 anos, de Taastrup, Dinamarca

Beatriz-Dinamarca-Edicao-148
#pracegover: Beatriz usa camiseta cinza, está com o cabelo preso e sorri. Foto: arquivo pessoal.

Fontes: BBC, Daily Mail, Estadão, Estado de Minas, Financial Times, Folha de S.Paulo, G1, Rádio França Internacional e The New York Times.

Esta matéria foi originalmente publicada na edição 147 do jornal Joca.

Enquete

Pelo o que você mais está esperando em 2022?

Comentários (2)

  • heloisa giavara freire rodrigues

    1 ano atrás

    que otimo as volta as aulas deles,queria que aqui tbm voltasse ;-(

  • Hugo

    2 anos atrás

    que bom que estão voltando

Compartilhar por email