No dia 24 de agosto, cientistas de Hong Kong, na China, confirmaram o primeiro caso de reinfecção pelo novo coronavírus do mundo. Até então, não era possível ter certeza se uma pessoa que já havia contraído o vírus poderia ser infectada novamente. A pesquisa explicando o que aconteceu foi publicada na revista científica Clinical Incectious Diseases, da editora da Universidade de Oxford, no Reino Unido.

Segundo os pesquisadores, o paciente teve um segundo caso de infecção pela covid-19 apenas quatro meses e meio depois da primeira vez. Apesar disso, ele está assintomático, ou seja, não apresenta sintomas como tosse e febre alta.

No dia seguinte, 25 de agosto, mais dois casos de reinfecção foram registrados, na Holanda e na Bélgica. A Organização Mundial da Saúde (OMS) emitiu uma nota dizendo que, apesar de ser possível, tudo indica que pouquíssimas pessoas vão desenvolver a doença mais de uma vez.

Fontes: BBC, G1 e Exame.

Enquete

Quais são os assuntos que você mais gosta de ouvir nos podcasts do Joca (Revisteen e Papo Joca)?

Comentários (4)

  • luana

    1 semana atrás

    nossa isso é muito ruim

  • Guilherme Martins Renaud

    1 semana atrás

    Deve ser horrível pegar COVID-19 duas vezes.

  • anonimo

    3 semanas atrás

    Nossa, que ruim que quem pegar o Covid-19 uma vez, pode acontecer de pegar novamente... Eu pensava que se pegasse uma vez, não iria ter de se preocupar com ele novamente! Esse vírus tá chato, em???

  • ALICE ALVES

    4 semanas atrás

    Nossa, que ruim que quem pegar o Covid-19 uma vez, pode acontecer de pegar novamente... Eu pensava que se pegasse uma vez, não iria ter de se preocupar com ele novamente! Esse vírus tá chato, em???

Compartilhar por email