27 de Abril de 2016 - Cerimônia de entrega da chama olímpica no estádio Panatenaiko em Atenas Foto: Roberto Castro/ME

A entrega da chama olímpica em Atenas, uniu gregos, brasileiros e todo o mundo

Foto: Roberto Castro/ME

Um dos momentos mais esperados da tocha na Grécia – iniciado em Olímpia, no último dia 21 de abril – era o acendimento da pira olímpica na Acrópole, principal ícone da cidade de Atenas.

Erguido por volta de 450 a.C., o monumento fica em uma colina rochosa de aproximadamente 150 metros acima do nível do mar. O evento emocionou muita gente.

Foto: Roberto Castro/ ME

Quem carregou a tocha dentro da ruínas, eleita em 2007 uma das Sete Novas Maravilhas do Mundo, foi a medalhista de bronze na vela, em 2008 (Pequim), Virgínia Kravarioti.

Foto: Roberto Castro/ ME

A tocha saiu do Museu da Acrópole e foi  para o estádio Panatenaiko, onde foi entregue oficialmente ao governo brasileiro.

Foto: Roberto Castro/ME

Foto: Roberto Castro/MEFoto: Roberto Castro/MEFoto: Roberto Castro/ME 

O ministro do Esporte, Ricardo Leyser, e o prefeito da cidade do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, participaram do evento.Foto: Roberto Castro/MEFoto: Roberto Castro/MEFoto: Roberto Castro/MEFoto: Roberto Castro/ME

De lá, a tocha seguiu  para Genebra, na Suíça.

Foto: Roberto Castro/ME

A Organização das Nações Unidas (ONU) prepara uma homenagem para um dos maiores símbolos olímpicos.

Ainda no país europeu, ela será levada ao Museu Olímpico, em 30 de abril, em Lausanne, sede do Comitê Olímpico Internacional (COI).

De lá, vai para o Brasil, em 3 de maio. Em Brasília, terá início o revezamento por 334 cidades até chegar ao Rio de Janeiro, em 5 de agosto, para o início dos Jogos.

Enquete

Há quanto tempo você é leitor do Joca?

Comentários (0)

Compartilhar por email