Dos 26 estados brasileiros, 21 anunciaram que o Carnaval deste ano não será considerado feriado ou ponto facultativo. Ou seja, nos dias 15, 16 e 17 de fevereiro, previstos para a festa, os moradores desses locais terão que trabalhar e estudar normalmente. O objetivo é conter o avanço da pandemia de covid-19, evitando que as pessoas se encontrem ou viajem para celebrar, o que poderia aumentar o contágio.

Até o fechamento desta edição, os seguintes estados haviam suspendido o ponto facultativo: Acre, Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe.

Já o Distrito Federal decidiu que as pessoas poderão tirar folga do trabalho e da escola no Carnaval. E a festa poderá acontecer em estacionamentos, com os foliões dentro de carros.

Sem desfiles e blocos
No ano passado, vários estados já haviam anunciado que os eventos do Carnaval 2021 seriam cancelados ou adiados. Desfiles de escolas de samba e festas de rua foram suspensos em locais como Bahia, Minas Gerais, Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo.

#pracegover: muitas pessoas se divertem na rua em Bloco de Carnaval no Aterro do Flamengo, no Rio de Janeiro, em março de 2019. Há um grande boneco de Carnaval e diversos guarda-sóis. Foto: Tânia Rêgo_Agência Brasil

O que eu penso sobre…
“Eu pulo Carnaval desde que nasci e danço frevo há quatro anos. Adoro tudo dessa festa! Eu me apresento no Recife e em Olinda e saio para brincar na rua. Cheguei a subir ao palco com o artista Antonio Carlos Nóbrega na abertura do Carnaval de 2020, no Marco Zero do Recife. Dançar frevo me traz felicidade! Queria muito que tivesse Carnaval este ano, mas entendo que a festa seja cancelada porque estamos passando por um momento muito difícil. Para matar a saudade, no dia 13, sábado de Carnaval, vou participar de uma live dançando frevo. Eu já tinha participado de uma live de frevo durante a pandemia, de máscara e mantendo distância das pessoas. Sem as aulas de frevo, fiquei meio enferrujado, mas, finalmente, as aulas voltaram agora, com todos os cuidados. Espero que no próximo Carnaval esteja tudo certo para a gente voltar a comemorar!” Heitor M., 9 anos, Recife (Pernambuco)

heitor-foto-Elisangela-Freitas
#pracegover: Heitor usa camiseta branca com enfeites coloridos, e segura um pequeno guarda-chuva colorido, característico do frevo. Foto: Elisangela Freitas

Fontes: CNN Brasil, Correio Braziliense, Estadão e Metrópoles.

Esta matéria foi originalmente publicada na edição 164 do jornal Joca.

Enquete

O que você mais tem feito pela sua saúde mental durante a pandemia?

Comentários (0)

Compartilhar por email