O que eu posso fazer quando alguma pessoa morre e eu fico com muita dor no coração?
Felipe, 4o ano C, Emef Professor Laerte José dos Santos, Osasco (SP)

Respostas de alunos da Escola Estadual Brasílio Machado (SP)

Tente pensar em algo de que você gosta. Procure esquecer fazendo outras coisas. Pode fazer bem a você. Henrique M., 9 anos

Para superar dores emocionais, costumo pensar nas coisas positivas da minha vida. Assim, eu fico mais calmo. Renato F., 10 anos

Você pode tentar esquecer fazendo coisas legais, como brincar, jogar, inventar novas brincadeiras… Kauã S.

Tente deixar a sua mágoa um pouco de lado e se divertir para esquecer o sofrimento. Guilherme A., 10 anos

Pense que agora ela está bem. Sophia N., 10 anos

A especialista
Perder uma pessoa que amamos é uma dor imensa mesmo. Para ela não existe remédio, a não ser o tempo. Aos poucos, a dor vai virando saudade. Tente se distrair, ocupar-se com outras atividades. Quando começar a pensar na pessoa que partiu, lembre-se de boas memórias, que façam você sorrir. Você vai ver que seu coração vai se acalmar um pouquinho. E sabe de uma coisa? Quem a gente ama, e quem ama a gente, sempre vai estar perto de alguma forma, porque vive dentro do nosso coração.
Natércia M. Tiba Machado – psicóloga clínica, psicoterapeuta de casal e família. Tel.: (11) 99938-0207

O que você faria se…
…pudesse viajar para qualquer lugar do planeta? Para onde você iria?
Luciana M., 11 anos

Eu iria para a Inglaterra. Desde pequena, falo para os meus pais que gostaria de conhecer esse lugar. Camila B., 8 anos

Eu iria para a África para ajudar as pessoas doentes, sem casa e sem carinho. Eu ajudaria todos que precisassem. Júlia N., 10 anos

Eu iria para a cidade de London, no Canadá. Eu visitaria o meu tio Frede, que mora lá. Estou com saudade dele e gostaria de ver neve. Seria muito legal. Helena C., 7 anos

Eu iria para Los Angeles, nos Estados Unidos, pois é uma cidade muito bonita. Enrico A.

Eu viajaria para o Japão, pois gostaria de saber como é viver em 3019 (as coisas lá são muito avançadas, parece que eles estão em 3019). Além disso, gostaria de aprender japonês. Luisa G., 9 anos

Editor-mirim convidado desta edição
“Adorei visitar o Joca e aprender como se faz jornal. E saber que eu iria aparecer no jornal!”, Renato G. F., 8 anos

#pracegover: o garoto Renato G. F. segura uma edição do jornal Joca. Ele sorri, tem cabelos curtos castanhos-escuros e usa camiseta vermelha. Atrás dele, parede laranja e quadros com capas do jornal Joca.

Carta dos leitores

21 de fevereiro de 2019

No mundo dos adultos o jornal é algo muito importante para eles se manterem informados. Mas será que só eles precisam estar informados? Hoje vou falar sobre os “jornais infantis”. As crianças precisam se manter informadas o tempo todo ou pelo menos saber o que está “rolando” pelo mundo.

Os jornais infantis ajudam a explicar coisas para as crianças com um pouco de humor e muita informação. Na minha opinião, jornais são o meio de informação mais divertido para as crianças e ajudam tanto os adultos quanto as próprias crianças a entender as coisas mais importantes em apenas uma folha de papel ou, já que hoje estamos todos conectados, podemos acessar jornais pela internet, incentivando as crianças que gostam de mexer nos aparelhos a usar o celular e o computador para coisas boas.

Afinal, jornais são bons para todos, pois as crianças, lendo os jornais, vão aprimorando a leitura e descobrindo muitas coisas novas para aumentar cada vez mais seu conhecimento.

Rodrigo Borges

Enquete

Qual é o acontecimento mais esperado de 2020?

Comentários (0)

Compartilhar por email