#pracegover: imagem de cachoeira, cercada por mata e pedras, na Chapada dos Veadeiros. A luz do solar ilumina parte da mata. Ao fundo, no alto, céu azul com algumas nuvens. Crédito da imagem: Agência Brasil/José Cruz.

Por Joanna Cataldo

Brasil é um país cheio de belezas naturais, atrações culturais e patrimônios históricos. Porém, o número de turistas estrangeiros por aqui ainda é baixo. Um relatório divulgado em 2018 pelo Ministério do Turismo mostrou que, em 2016 (último ano em que o estudo foi realizado), o Brasil ficou na 44ª colocação na classificação de países que mais recebem turistas – os primeiros colocados foram França, Estados Unidos e Espanha.

Entre 2016 e 2017, segundo dados da Organização Mundial do Turismo, houve aumento de apenas 0,6% na quantidade de turistas estrangeiros que visitaram o Brasil. Número bem menor do que o crescimento visto em países vizinhos da América do Sul. Enquanto o Uruguai, que tem 3,4 milhões de habitantes, recebeu cerca de 4,2 milhões de turistas estrangeiros em 2017, o Brasil, com população de 209 milhões de pessoas, foi visitado por mais ou menos 6,5 milhões de estrangeiros no mesmo período.

“O turismo gera trabalho e renda para o país”, explica Elzário Júnior, presidente da Associação Brasileira de Turismólogos e Profissionais do Turismo. Para aumentar a procura de estrangeiros, ele acredita que é preciso valorizar mais os profissionais da área e baixar o chamado “custo Brasil” – os altos gastos para fazer negócios por aqui. “Isso estimularia as empresas de avião, ônibus e navio a ampliar frotas para o país.”

Além disso, Elzário defende ações para incentivar os brasileiros a conhecer o Brasil. “Pode ser mais fácil atrair o turista nacional, que não precisa atravessar continentes e enfrentar a barreira da língua”, conclui ele.

País de origem dos turistas que mais visitam o Brasil: 

• ARGENTINA 2.622.327 turistas
• ESTADOS UNIDOS 475.232turistas
• CHILE 342.143 turistas
• PARAGUAI 336.646 turistas
• URUGUAI 328.098 turistas

AMÉRICA DO SUL*: crescimento no número de turistas estrangeiros na comparação entre 2016 e 2017 (em %)

#pracegover: gráfico em barras com as seguintes informações: Argentina – 1%; Brasil – 0,6%; Chile – 14,3 %; Colômbia – 21,4%; Equador – 13,4%; Guiana – 5,1%; Paraguai – 17,5%; Peru – 7,7%; Suriname – 8,2%; Uruguai – 21%.

*Não há dados sobre Bolívia, Guiana Francesa e Venezuela.

CONHEÇA MELHOR O BRASIL
Brasileiros que viajam dentro do território do país também ajudam a estimular o turismo por aqui. Veja dicas de destinos imperdíveis:

FLORESTA AMAZÔNICA (Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Roraima, Rondônia e Tocantins)
Na maior floresta tropical do mundo, os turistas podem passear de barco pelos rios, caminhar pela mata, visitar aldeias indígenas e observar animais (boto-cor-de-rosa, jacaré, bichopreguiça, entre outros). Mas lembre: é proibido tocar neles!

GRAMADO (RS)
A cidade encanta os visitantes com suas belas paisagens naturais e construções em estilo europeu. As crianças costumam se divertir com os pedalinhos do Lago Negro, o Mini Mundo (local com réplicas pequenas de prédios famosos) e o Snowland, primeiro parque de neve indoor do Brasil.

CHAPADA DOS VEADEIROS (GO)
O parque tem natureza exuberante. Os visitantes podem fazer trilhas, nadar nos rios, tomar banho de cachoeira e observar os animais (tucano, veado-campeiro, tamanduá, entre outros).

PARATY (RJ)
Cidade de arquitetura colonial com paisagens naturais. Os turistas podem passear pelo centro histórico, que tem construções da época em que o Brasil era colônia de Portugal, e fazer atividades ligadas à natureza, como caminhar na mata, visitar ilhas e mergulhar com peixes, arraias etc.

OLINDA (PE)
A cidade é conhecida pelas construções históricas do período colonial e pelo Carnaval, quando as ruas são tomadas por blocos de gêneros como frevo e maracatu. Os principais destaques da festa, porém, são os bonecos de Olinda: com mais de 2 metros, eles “desfilam” pela cidade.

Fonte: Organização Mundial do Turismo.

Esta reportagem foi publicada originalmente na edição 125 do jornal Joca.

Enquete

Que tipo de live você mais gosta de assistir?

Comentários (0)

Compartilhar por email