Estudantes em colégio de São Paulo. Educação é um dos medidores usados no cálculo do IDH. Foto: Miguel Schincariol/Getty Images

O Relatório de Desenvolvimento Humano de 2020, feito pela Organização das Nações Unidas (ONU), mostrou que o Brasil ocupa agora o 84° lugar no ranking do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). O IDH é uma medida usada para comparar o desenvolvimento dos países levando em conta alguns indicadores: saúde, educação e renda (role até o fim do texto para saber mais sobre esses indicadores).

Divulgado em 15 de dezembro, o relatório mostra um ranking em que cada nação possui um número. Este número é o resultado do cálculo feito para medir o desenvolvimento do país por meio dos indicadores. Os números vão de 0 a 1 – os IDHs mais perto de 1 ocupam as melhores posições na classificação.

O cálculo feito para o Brasil mostrou que o país, apesar de ter descido no ranking em relação ao ano passado, melhorou seu IDH: em 2019 era de 0,762, agora é de 0,765.

Países que ocupam as melhores e piores posições do ranking do IDH

Os três países considerados mais desenvolvidos ficam na Europa. São eles:

1° lugar | Noruega: 0,957
2° lugar | Irlanda: 0,955
3° lugar | Suíça: 0,955

Os seis últimos colocados pertencem ao continente africano:

180° lugar | Eritreia: 0,459
181° lugar | Moçambique: 0,456
182° lugar | Burkina Faso: 0,452
183° lugar | Serra Leoa: 0,452
184° lugar | Mali: 0,434
185° lugar | Burundi: 0,433

Mudança nos indicadores do IDH 
Para analisar a saúde, a educação e a renda de cada país, a ONU leva em conta, respectivamente: a expectativa de vida da população, ou seja, a média de quantos anos as pessoas daquele país vivem; a média de anos de escolaridade dos habitantes; e a renda per capita, que faz a média dos valores que as pessoas recebem como salário. 

Mas, neste ano, o relatório também trouxe outro ranking, que considerou como o desenvolvimento dos países afeta o uso dos recursos naturais do planeta. Para isso, a pesquisa comparou a quantidade de gases causadores do efeito estufa que são emitidos pelas nações e o quanto de recursos naturais é consumido (proporcionalmente à população de cada país). O efeito estufa é o responsável por fenômenos típicos do aquecimento global, como derretimento de geleiras. 

Considerando o novo indicador, o Brasil ocupa a 74ª posição no ranking. Já alguns países que eram considerados mais desenvolvidos caíram com esses novos dados. É o caso da Noruega, que passa para o 15° lugar na classificação que considera os recursos naturais do planeta.

Os países que ocuparam as melhores posições nessa categoria são:
1° lugar | Irlanda
2° lugar | Suíça 
3° lugar | Reino Unido

Fontes: Correio Braziliense, El País, G1, Relatório de Desenvolvimento Humano de 2020 e UOL.

Enquete

Qual é a sua maior promessa de ano-novo?

Comentários (0)

Compartilhar por email