O Ministério das Relações Exteriores do Brasil anunciou a doação de US$ 250 mil para o Programa Mundial de Alimentos (PMA). Com esse dinheiro, o Haiti ira comprar e distribuir alimentos e outros itens de primeira necessidade nas regiões afetadas pelo furacão que devastou o arquipélago na semana passada.

O Brasil também enviou ao Haiti uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) com 120 barracas, que vão abrigar, temporariamente, cerca de 700 pessoas.

Haiti devastado

A ONU estima que 1,4 milhão de pessoas no país precisem de assistência e que 175 mil tenham sido desalojadas, além de que mais de dois milhões tenham sido afetadas pela passagem de Matthew. Cerca de 200.000 haitianos moram em zonas montanhosas de acesso muito difícil.

Helicóptero de ONGs trazem comida e remédio

Cerca de 800 casos de cólera foram registrados em uma semana no Haiti após a passagem do furacão Matthew, anunciou nesta quarta-feira a Organização Mundial da Saúde (OMS). A epidemia de cólera começou no Haiti em 2010, com mais de 300.000 casos em 2011, e diminuiu para menos de 30.000 nos últimos anos. Antes do furacão Matthew, mais de 28.000 casos tinham sido constatados.

Batalhão brasileiro da força de paz na ONU, a MINUSTAH, apoia os esforços pós-terremoto Matthew. Foto: ONU/MINUSTAH/Igor Rugwiza
Batalhão brasileiro da força de paz na ONU, a MINUSTAH, apoia ajuda no país após furacão Matthew. Foto: ONU/MINUSTAH/Igor Rugwiza

O dinheiro doado vem do orçamento de cooperação internacional humanitária da Agência Brasileira de Cooperação (ABC). O Programa Mundial de Alimentos está apoiando o governo do Haiti para dar assistência alimentar de emergência a mais de 800 mil pessoas em regiões afetadas pelo furacão.
JABOUIN, Haiti (Oct. 18, 2016) Sailors and Marines attached to Joint Task Force (JTF) Matthew deliver food to the village of Jabouin. JTF Matthew is providing disaster relief and humanitarian aid to Haiti following Hurricane Matthew. (U.S. Navy photo by Petty Officer 2nd Class Hunter S. Harwell/Released)161018-N-RL456-925 Join the conversation: http://www.navy.mil/viewGallery.asp http://www.facebook.com/USNavy http://www.twitter.com/USNavy http://navylive.dodlive.mil http://pinterest.com https://plus.google.com

Apesar das dificuldades de alcançar essas áreas, a distribuição de alimentos já alcançou 50 mil pessoas. O Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (UNOCHA) estima que 1,4 milhão de pessoas no país precisem de assistência e que 175 mil tenham sido desalojadas.

Para prover assistência emergencial no Haiti, são necessários US$ 120 milhões, dos quais US$ 46 milhões destinam-se exclusivamente à assistência alimentar. Além do Haiti, o furacão Matthew também atingiu Cuba, onde 180 mil pessoas foram gravemente afetadas.A ONU lançou um apelo mundial para ajudar o local.




Sobre o PMA e o Centro de Excelência contra a Fome

O PMA é a maior agência humanitária que luta contra a fome no mundo. O PMA alcança mais de 80 milhões de pessoas em 80 países com assistência alimentar. O Centro de Excelência contra a Fome do PMA é um fórum global para diálogo de políticas e aprendizagem Sul-Sul sobre programas de alimentação escolar e segurança alimentar e nutricional. O Centro de Excelência, uma parceria entre o PMA e o Brasil, foi criado para apoiar governos na África, Ásia e América Latina no desenvolvimento de soluções sustentáveis contra a fome.

Saiba como ajudar em http://bit.ly/2cZcpnr.

Enquete

Pelo o que você mais está esperando em 2022?

Comentários (0)

Compartilhar por email