Cientistas da Universidade de Tecnologia de Queensland, na Austrália, descobriram que algumas bactérias eliminadas quando alguém tosse ou espirra podem ficar ativas no ar por até 45 minutos.

Além da longa duração, a espécie pseudomonas Aeruginosa é associada a infecções hospitalares, além de ser a causadora da pneumonia e da septicemia.

A bactéria é mais potente nos primeiros dez minutos e pode “viajar” por aproximadamente quatro metros.

Apesar do alerta, os cientistas afirmaram que essa espécie de bactéria é uma exceção, pois a maior parte das bactérias vive menos de dez segundos após a tosse ou o espirro.

De qualquer forma, sempre que for espirrar ou tossir, deve-se cobrir a boca com um lenço descartável, que deve ser eliminado em seguida ou colocar o braço para cobrir a boca e depois lavá-lo, para evitar a contaminação dos colegas.

Se não for possível a lavagem das mãos, a segunda melhor opção é usar um desinfetante a base de álcool para se livrar dos germes.

Enquete

Pelo o que você mais está esperando em 2022?

Comentários (3)

  • EE Henrique Dumont Villares

    4 anos atrás

    minha mãe sempre fala e sigo tudo e por causa disso não trasmito bactéria

  • Joca

    4 anos atrás

    Que legal, continue a ouvir sua mãe e a ler o Joca para saber mais e mais!

  • PEDRO AUGUSTO TASSINARI SOBRANO

    8 meses atrás

    isso ai joca!

Compartilhar por email