Uma “árvore” feita com musgo pode ser a solução contra a poluição mundial. Criada por um grupo de designers que tenta combater um dos principais problemas do planeta, a CityTree (árvore da cidade) tem capacidade de absorver o equivalente a 275 árvores, praticamente um bosque inteiro.

Instalada em 25 cidades do mundo, como Oslo (Noruega), Hong Kong (China), Glasgow (Escócia), Bruxelas (Bélgica), além de várias cidades alemãs, ela tem estrutura móvel, é quadrada e sem tronco.

Adaptado para crescer sem terra, o musgo é por si só um filtro natural de poluição do ar. Ele é capaz de absorver dióxido de nitrogênio e partículas microscópicas da poluição em suspensão no ar.

Nas cidades, essas partículas vêm dos escapamentos dos carros, da fricção dos pneus e das chaminés das fábricas. Apesar de praticamente invisíveis – um fio de cabelo pode ser 30 vezes mais grosso que uma dessas partículas – elas são capazes de penetrar nos pulmões e podem até provocar o câncer.

Com baixa manutenção e fácil instalação – demora apenas seis horas para ser montada – a árvore também tem sensores embutidos que controlam a umidade do solo, a temperatura do ar e a qualidade da água.

Com tantos benefícios, a CityTree tem um custo elevado, cerca de R$ 90 mil. Para ter uma ideia de comparação, a manutenção de uma árvore natural custa cerca de R$ 3 mil por década.

Enquete

Há quanto tempo você é leitor do Joca?

Comentários (1)

  • Arthur Toshiaki de Queiroz Ueda

    4 anos atrás

    Que árvore mais diferente. adorei!!!

Compartilhar por email