O Arquivo Ártico Global, uma biblioteca criada dentro de um contêiner especial para armazenar e preservar os mais importantes documentos digitalizados da humanidade, incluindo documentos brasileiros, foi inaugurado na ilha de Svalbard, a 1120 km do Polo Norte.

Biblioteca no Ártico guarda documentos históricos (Foto: Arquivo Nacional/Divulgação)

Além do Brasil, que contribuiu com documentos como a Lei Áurea, as constituições de 1824 e 1891, fotografias da Família Imperial e de manifestações contra a ditadura militar e a partitura da ópera “O Guarani”, de Carlos Gomes, México e Noruega também enviaram arquivos.

Documentos digitalizados do Brasil estão dentro da biblioteca (Foto: Arquivo Nacional/Divulgação)

A biblioteca é uma espécie de cofre de segurança nuclear onde qualquer país pode armazenar suas mídias digitais. O lugar, que permanece congelado o ano inteiro, é perfeito para armazenar mídias digitais que, assim, ficarão conservadas por milhares de anos.

O projeto foi inspirado no Silo Global de Sementes, que armazena mais de 90% das espécies de sementes do mundo, que podem servir de alimento para a população mundial em caso de catástrofes.

Enquete

Pelo o que você mais está esperando em 2022?

Comentários (0)

Compartilhar por email