Agosto é mês pode ser do “cachorro louco”, mas pets trazem benefícios quando convivem com os pequenos

Diz o dito popular que agosto é o mês do cachorro louco e é a época que a prefeitura, geralmente, faz as campanhas de vacinação para cães e gatos. Se você tiver um animalzinho, não se esqueça de vaciná-lo.

As crianças que têm um cão, gato ou entram em contato com outros animais de estimação durante o primeiro ano de vida se tornam mais saudáveis e têm menos infecções respiratórias em comparação àquelas que não interagem com eles.

Pesquisadores finlandeses observaram que, apesar das infecções respiratórias e dos sintomas infecciosos, que são frequentes durante o primeiro ano de vida, as crianças que tiveram um contato precoce com cães apresentaram menos sintomas respiratórios e doenças infecciosas, especialmente no ouvido, e precisaram de uma quantidade menor de antibióticos.

O contato com gatos também mostrou um efeito protetor sobre elas, mas não tão forte quanto os cães. Os pequenos que vivem em um mesmo ambiente que um cachorro, muitas vezes, têm menor risco de infecções gerais, inclusive no trato respiratório.

Esses resultados sugerem que o contato com cães pode ter um efeito protetor sobre as infecções do trato respiratório durante o primeiro ano de vida. Em nossa opinião, o contato com animais de estimação é importante, o que leva a uma possível melhora na resistência de doenças respiratórias infecciosas na infância, além de toda a parte emocional, que é muito beneficiada. Isso, em qualquer idade.

 

Enquete

Há quanto tempo você é leitor do Joca?

Comentários (0)

Compartilhar por email