Um grupo de empresários está investindo R$ 30 milhões em uma fábrica para transformar o ar em água, no meio da Amazônia.

James Jr., Cal Jr., Paulo Ferreira e Ricardo Rozgrin vão produzir em Barcelos (400 km de Manaus) água obtida a partir da umidade do ar da região. É a Amazon Air Water, a primeira produtora de água de ar do mundo, criada a partir de muita pesquisa.

A avaliação identificou que o ar da Amazônia é o mais puro do planeta, ainda se parece com o da época da criação da Terra e, além disso, é muito úmido.

Isso faz com que a tecnologia AWG (sigla para atmospheric water generator, em português, gerador de água atmosférica) seja usada facilmente.

O processo transforma o ar em água a partir da umidade, usando uma hélice que atrai o ar, bate numa serpentina congelada, pinga e cai em um reservatório. A água que pingou é bombardeada e então passa por sete filtros para ser envasada e consumida.

Em março, serão lançadas as primeiras amostras grátis do produto. Em junho, a água começa a ser produzida e, em outubro, será vendida em 20 cidades da Alemanha, da Áustria, da Bélgica, da Espanha, da França, da Holanda, da Itália, de Luxemburgo, de Mônaco, de Portugal, da Suíça e da Inglaterra.

Ecológica e sustentável, a Amazon Air Water ainda terá uma “biotampa” feita com amido de milho. Em 150 dias, ela se decompõe e não causa danos ao meio ambiente. Já a garrafa de vidro pode ser reciclada. A empresa ainda afirma que a produção não gera lixo e usa energia solar. No Brasil, o produto será vendido em São Paulo, em uma loja que comercializa somente águas sofisticadas, gourmet.

Enquete

Pelo o que você mais está esperando em 2022?

Comentários (0)

Compartilhar por email