Lista conta com o brasileiro Robert Scheidt e com estrelas do porte de Michael Phelps e Usain Bolt. Veja quem são os outros

13 astros do esporte sonham se aposentar com o ouro nos Jogos Olímpicos Rio 2016

Michael Phelps é o maior medalhista da história dos Jogos e sonha ampliar a marca

São 206 países que competem nos Jogos Olímpicos Rio 2016. Entre os milhares de atletas, muitos farão sua estreia na maior competição esportiva do planeta, e outros sabem não têm chance de medalha. E existem ainda os grandes astros. Alguns, aliás, já anunciaram que esta será a última participação no maior evento do esporte mundial.

O fato histórico é mais um atrativo para quem vai assistir à alguma competição. O Rio2016.com montou uma lista com 13 astros que deixarão o esporte após competir no Brasil. São atletas como o maior medalhista olímpico de todos os tempos, o nadador Michael Phelps, o maior vencedor do Brasil, o velejador Robert Scheidt, e o maior velocista da história, Usain Bolt. Confira abaixo quais são e corra que ainda dá tempo de vê-los em ação!

Michael Phelps

O maior vencedor da história dos Jogos Olímpicos planeja encerrar a carreira após a Rio 2016. E dessa vez ele realmente pretende parar. Phelps já havia anunciado a aposentadoria após os Jogos Londres 2012, nos quais conquistou sua 22ª medalha, sendo 18 de ouro. Mas pelo visto isso não é suficiente. O nadador norte-americano de 31 anos anunciou, no ano passado, o retorno às piscinas para mais uma participação. No Brasil, competirá em quatro provas: 100m e 200m borboleta, 100m livre e 200m medley individual. Desta maneira, espera encerrar a carreira com medalhas. Outra vez.

Ye Shien

A nadadora chinesa tinha apenas 16 anos quando conquistou dois ouros em Londres. Ela bateu o recorde mundial numa performance de tirar o fôlego nos 400m medley individual, bem como nos 200m medley individual, com uma arrancada para o ouro na última volta. Apesar da pouca idade (20 anos), Ye já avisou que esta será sua última participação nos Jogos Olímpicos. Ela sonha defender os ouros e repetir os feitos de Londres.

Irmãos Bryan

Os gêmeos de 38 anos são um um fenômeno no tênis em dupla, tendo conquistado 43 torneios de Grand Slam, uma Copa Davis para os Estados Unidos e o ouro olímpico nos Jogos Londres 2012. Mike e Bob anunciaram em 2013 que os Jogos Rio 2016 marcariam o fim da carreira de sucesso. No entanto, eles podem mudar de ideia e disseram recentemente que podem continuar por mais um ou dois anos. De qualquer maneira, não devem disputar os Jogos novamente.

Robert Scheidt

Maior vencedor olímpico brasileiro, com dois ouros, duas pratas e um bronze, o velejador de 43 anos elegeu os Jogos Rio 2016 como os últimos da carreira. Conquistar mais uma medalha nas águas da Baía de Guanabara seria a maneira perfeita de encerrar a carreira.


Scheidt terá a oportunidade de se aposentar em casa

Manu Ginobili

Um dos ídolos do esporte argentino, o ala-armador de 38 anos está entre os remanescentes do time que conquistou o ouro do basquetebol masculino em Atenas 2004. Pelos seus feitos com a camisa argentina, Manu tem uma estátua em sua homenagem em Buenos Aires. Não é para pouco: a Argentina foi o único time que tirou o ouro dos Estados Unidos com os astros da NBA nos Jogos. A Rio 2016 também marcará a aposentadoria de outros vencedores de 2004, como Andres Nocioni, Luis Scola e Carlos Delfino.

Abhinav Bindra

O atirador Sikh fez bilhões de indianos felizes quando conquistou o ouro no tiro esportivo na categoria carabina de ar 10m, nos Jogos Pequim 2008. Ele foi o primeiro e único medalhista de ouro individual da história da Índia. Aos 33 anos, Bindra afirmou que vai parar após os Jogos Rio 2016, nos quais será o porta-bandeira do seu país na cerimônia de abertura.

Usain Bolt

O maior astro do atletismo tenta um feito inédito nos Jogos Rio 2016: conquistar um triplo-triplo. Ou seja, o jamaicano vai tentar defender o ouro que conquistou tanto em Pequim 2008 como em Londres 2012, nos 100m rasos, 200m rasos e no 4x100m. Se conseguir, será uma maneira incrível de celebrar seus 30 anos de idade, que serão completados no dia da cerimônia de encerramento. Bolt causou desconfiança após problemas de lesão, mas garantiu recentemente que está pronto para vencer e se aposentar no auge.

Serena Williams

A lenda do tênis americano, de 34 anos, está empatada com Steffi Graf no número de Grand Slams: 22. Mas não há sinais de que vá pendurar a raquete nos próximos anos, já que ele é dona da impressionante marca de 180 semanas como líder do ranking. No Rio, será a última oportunidade de vê-la em quadra nos Jogos. Dona de quatro ouros, sendo três nas duplas ao lado da irmã Venus, Serena já avisou que não iniciará um novo ciclo Olímpico após tentar defender seus títulos em 2016.

Sir Bradley Wiggins

O ciclista e membro da realeza britânica de 35 anos é vencedor de quatro medalhas de ouro, uma de prata e duas de bronze. Depois de brilhar no velódromo, Wiggins se tornou especialista nas longas competições na estrada, e nos Jogos Rio 2016 volta à pista. Se vencer a oitava medalha, se tornará o maior medalhista britânico de todos os tempos, quebrando mais um tabu – ele já é o primeiro britânico a vencer o Tour de France.

Tamika Catchings

Catchings, de 37 anos, ficou no topo do pódio pela seleção de basquetebol norte-americana nas últimas três edições dos Jogos Olímpicos. É outra que já confirmou a aposentadoria após os Jogos Rio 2016.

Jo Pavey

A atleta de 42 anos fará história no Rio 2016 ao tornar-se a primeira britânica a competir em quatro edições dos Jogos Olímpicos. Ela tornou-se a mais velha atleta campeã europeia ao vencer os 10.000m no Campeonato Europeu de Zurique, em 2014, dez meses após dar à luz seu segundo filho.

Pavey quase ficou fora dos Jogos porque perdeu a seletiva devido a uma infecção no peito. No final, foi incluída na equipe ao atingir o tempo necessário no início de julho, em Amsterdã.


Jo Pavey e sua medalha de ouro de campeã europeia (Foto: Getty Images/Dean Mouhtaropoulos)

Federica Pellegrini

Apesar de ter apenas 27 anos, a nadadora italiana confirmou que irá abandonar as piscinas após os Jogos Rio 2016, sua quarta participação, para ficar mais junto de sua família.

Lin Dan

Considerado por muitos o melhor jogador de badminton de todos os tempos, “Super Dan” se tornou o primeiro campeão Olímpico da categoria a conseguir defender seu ouro com sucesso, após uma final épica em Londres 2012 diante do malaio Lee Chong Wei. Apesar dos rumores de aposentadoria após o feito, o atleta de 32 anos vai tentar o terceiro ouro consecutivo no Rio 2016.

Enquete

Pelo o que você mais está esperando em 2022?

Comentários (0)

Compartilhar por email