Para conter a superpopulação de pulgões, pragas que sugam a seiva das folhas e causam danos a diversos tipos de plantas, a prefeitura de Paris montou uma estratégia que promete ser revolucionária.

Pulgões

O município resolveu distribuir 40 mil larvas de joaninhas para a população. Além de bonitinhas, as joaninhas são predadoras naturais dos pulgões, que estão infestando hortas, jardins e terraços da capital francesa.

Larvas de joaninha

Segundo a diretora do Departamento de Espaços Verdes de Paris, Pénélope Komitès, a distribuição das larvas faz parte de um programa de proteção à biodiversidade parisiense para incentivar a não utilização de produtos químicos prejudiciais à saúde.

Desde 2001, Paris quer melhorar seus espaços verdes incentivando técnicas que não agridem o meio ambiente, como o mulching, que reduz a evaporação da água e o surgimento de ervas daninhas.

Joaninha

Há dois anos, a cidade não permite a utilização de herbicidas à base de glifosato ou ácido diclorofenoxiacético (conhecido como 2,4 D), ambos considerados cancerígenos pela Organização Mundial da Saúde.

 

Enquete

Há quanto tempo você é leitor do Joca?

Comentários (0)

Compartilhar por email