Cientistas da Universidade da Califórnia calcularam que, desde que o plástico foi inventado, há 65 anos, já foram produzidas 8,3 bilhões de toneladas do material.

“Estamos caminhando rapidamente para um ‘planeta de plástico’ e, se não quisermos viver neste mundo, teremos que repensar a maneira como usamos alguns materiais”, disse o especialista em ecologia industrial, Roland Geyer.

Atualmente, mais de 70% da produção total de plástico está em esgotos, podendo ir tanto para aterros sanitários como para oceanos.

Grande parte do lixo plástico vai para o oceano, motivo de preocupação para os cientistas; material é ingerido pelos animais

De acordo com cientistas, além de ser pouco usado antes de ser descartado, o material é poucas vezes reciclado.

Na pesquisa divulgada pela Science Advances, vemos quanto plástico foi produzido, como ele é usado e onde vai parar.

No estudo, é constatado que apenas 9% do plástico descartado é reciclado, e que a previsão é de que, até 2050, 12 bilhões de toneladas de plástico sejam produzidas.

Quantidade de plástico descartado é tão grande que poderia cobrir a Argentina.

Ao serem descartados, os plásticos causam diversos problemas. Nas cidades, o material interrompe a passagem de água de bueiros e rios, aumentando as chances de enchentes. Já na natureza, o produto pode ser facilmente ingerido por animais, que podem desenvolver problemas de saúde.

Nos produtos de hoje em dia, nenhum dos plásticos usados são biodegradáveis, ou seja, não podem ser destruídos por um agente biológico (por exemplo, bactérias). A única forma de se desfazer do material é queimá-lo, emitindo gases poluentes no processo.

Enquanto não encontram uma maneira eficiente e sustentável para se desfazer do material, ele continua acumulando. Segundo Geyer, há restos de plástico suficientes para cobrir um país do tamanho da Argentina.

A reciclagem no mundo está aumentando e já existem alternativas biodegradáveis ao plástico, mas a produção do material continua sendo barata, o que faz com que a produção ainda seja alta.

Com a divulgação da pesquisa, especialistas esperam que o diálogo sobre o assunto aumente mundialmente. “Não dá para administrar o que não dá pra medir. Então queremos divulgar esses números sem dizer ao mundo o que ele deveria estar fazendo, mas para começar uma discussão real”, afirma Geyer.

Para ele, o ideal é manter o material circulando pelo maior tempo possível. Atualmente, muitos materiais que poderiam ser reciclados várias vezes são reutilizados apenas uma vez, o que contribui para o aumento dos resíduos.

“Precisamos de uma mudança radical na maneira como lidamos com os restos plásticos. Mantendo os padrões atuais, teremos que esperar até 2060 para que mais plástico seja reciclado do que jogado em aterros e no meio ambiente. É devagar demais, não podemos esperar tanto”, conclui Geyer.

Enquete

Pelo o que você mais está esperando em 2022?

Comentários (5)

  • biancachechim

    4 meses atrás

    Eu estou chocada com a quantidade de plastico que já produziram, eu não achava que já tinhão sido produzido tanto assim. Eu acho que pode acabar que o planeta vai ser embrulhado por plástico.

  • clari.miiller

    4 meses atrás

    Acho que as pessoas deveriam ter consciência do que pode causar quando elas não reciclam, ou quando jogam lixo no chão.

  • Lia Keuchguerian Silveira Campos

    4 meses atrás

    Achei esse tipo de informação muito importante, o mundo fica cada vez mais cheio de plásticos e fica cada vez mais absurdo isso, sinalizar esse tipo de coisa é muito importante para as pessoas, principalmente as pessoas da nossa idade para termos consciência do que esta acontecendo e do que pode acontecer, muito obrigada por essa informação!

  • Clara Costa Saldanha Freitas

    4 anos atrás

    Eu acho isso um absurdo, por que quase tudo o que a gente compra vem embalado em plastico e ainda gente em 2050 nosso mondo estará quase embrulhado em plastico. #CHOCADA

  • Jornal Joca

    4 anos atrás

    Clara, o plástico prejudica a natureza, mas o mais importante é termos consciência e descartar o plástico de maneira correta!

Compartilhar por email