O governo da Indonésia declarou, em 26 de agosto, que uma nova capital para o país será construída na província de Kalimantan, dentro da ilha de Bornéu, região de floresta tropical. O local ainda não tem nome oficial. O país decidiu trocar de sede quando a atual capital, Jacarta, começou a afundar (saiba mais sobre os alagamentos da cidade na edição 133 do Joca).

Em um pronunciamento oficial, o presidente indonésio, Joko Widodo, justificou a escolha da nova sede por sua localização central e próxima a áreas urbanas, além do baixo risco de desastres naturais na região, como terremotos e enchentes.

Entretanto, a mudança preocupa ambientalistas, pois haverá desmatamento de uma área rica em biodiversidade para construir a nova cidade. Para analisar esse impacto ambiental, o governo encomendou uma pesquisa que, segundo o Ministério do Meio Ambiente do país, deve ficar pronta em novembro.

A atual capital, Jacarta, está afundando./ #pracegover: a imagem mostra uma construção rodeada por água em Jacarta. Foto: Anton Raharjo/NurPhoto via Getty Images.

De acordo com os planos oficiais, a nova capital será sustentável e apenas funcionários do governo trabalharão no local, enquanto o centro de negócios deve permanecer em Jacarta. Com menos pessoas trabalhando e morando na atual capital, ela correria menos riscos de afundar. A previsão oficial é de que as instituições do governo comecem a ser transferidas para a nova capital, dentro da ilha de Bornéu, em 2024.

Esta matéria foi originalmente publicada na edição 137 do jornal Joca.

Enquete

Na sua opinião, até agora, qual foi o fato mais importante de 2020 (além da pandemia do novo coronavírus)?

Comentários (0)

Compartilhar por email