Se nada for feito para diminuir os efeitos das mudanças climáticas, o nível do mar pode aumentar até 2,5 vezes mais rápido do que acontecia no século passado. É o que apontou um relatório apresentado no Painel Intergovernamental Sobre Alterações Climáticas (IPCC), da Organização das Nações Unidas (ONU), no dia 25 de setembro.

Enquanto o nível do mar subiu cerca de 15 cm ao longo do século 20, a pesquisa estima que ele aumentará de 60 cm a 1,10 metro (altura média de uma criança de 5 a 6 anos) até 2100 se a poluição do ar continuar crescendo. Caso medidas contra a emissão de gases poluentes sejam tomadas até lá e a temperatura da Terra não aumentar mais do que 2°C, o mar subirá menos: de 30 cm a 60 cm.

O aumento da temperatura do globo faz com que o gelo e a neve derretam e se transformem em água. Um dos principais problemas disso é que os oceanos têm que aguentar um volume maior de água, o que pode levar à invasão do mar em áreas de costa. Isso faz com que muitas pessoas que moram nessas regiões se mudem — fica mais perigoso viver perto do oceano quando a tendência é que ele ocupe cada vez mais a costa.

Além disso, segundo o estudo, a temperatura e a acidez das águas dos oceanos devem subir, o que ameaçaria a vida de diversas espécies marinhas. A acidez acontece porque há cada vez menos oxigênio e mais dióxido de carbono disponível na atmosfera para serem absorvidos pelo mar. O dióxido de carbono é um gás emitido em ações humanas, como queima de combustíveis, e o excesso da substância na atmosfera é um dos causadores do aquecimento global.

#pracegover: imagem mostra o mar repleto de pedaços de gelo e uma embarcação ao longo. Foto: Getty Images.

Combinado com o aumento do nível do mar, o aquecimento das águas também pode contribuir para a formação de grandes ciclones — redemoinhos na atmosfera formados em cima das águas quentes do oceano.

Fontes: BBC, Exame, Folha de S.Paulo, revistas Crescer e Saúde.

Esta matéria foi originalmente publicada na edição 139 do jornal Joca.

Enquete

O que você acha da volta dos esportes pelo mundo?

Comentários (0)

Compartilhar por email