“Vou dar uma festa e não quero convidar uma menina de que não gosto, mas a mãe dela é muito amiga da minha e, por isso, minha mãe está me obrigando a convidá-la. O que eu faço?”

– Alunas do 5º ano do Colégio Santa Cruz.

________________________________________________________________________________________

“Festas são superlegais, convide a menina que você pode conhecer ela melhor e se surpreender.”

– Ana Laura, 11 anos

________________________________________________________________________________________

“Nunca é bom ter inimigos, se você convidá-la, ela vai te tratar bem e, provavelmente, vocês se tornarão amigas.”

– Mariângela, 13 anos

________________________________________________________________________________________

“Se eu fosse você, convidaria ela, mesmo que não goste dela, porque vocês poderão descobrir afinidades e ela ficará surpresa com seu convite. ”

– João Bellini

________________________________________________________________________________________

“Situações assim são chatas, mas acontecem. Se você não gosta dela, deve haver uma razão. Aproveite esse momento para conversar com a sua mãe e explicar o que está acontecendo. Quem sabe vocês podem resolver essa questão? A sua mãe também poderá explicar a você por que acha que deveria convidá-la, e vocês resolverão juntas o que fazer. Somos parte de uma sociedade e, no seu caso, de um grupo escolar, e deixar de convidar uma colega apenas pode ser uma coisa muito complicada. Não vale a pena enfrentar situações assim. Convide amigas de que você gosta e que sabe que curtirão a festa com você, e certamente terá uma comemoração gostosa. Mesmo que essa menina seja convidada e compareça, não creio que tenha o poder de estragar a festa, não é mesmo? Boa sorte!”

– Natercia Tiba – psicóloga clínica e psicoterapeuta de casais e da família -www.naterciatiba.com.br

 

Enquete

Há quanto tempo você é leitor do Joca?

Comentários (0)

Compartilhar por email