People protest on the University of Connecticut campus against the election of Republican Donald Trump as President Wednesday, Nov. 9, 2016, in Storrs, Conn. (AP Photo/Pat Eaton-Robb)

Na quinta-feira, dia 10, milhares de americanos foram às ruas protestar contra o presidente eleito Donald Trump.

Nos protestos, que aconteceram em Chicago, Dallas e Denver, os manifestantes reclamavam do resultado da votação e diziam que não aceitavam um presidente que discrimina minorias, como imigrantes e homossexuais.

Na cidade de Nova York, por exemplo, mais de 200 pessoas caminharam até o Washington Square Park, em Manhattan, para mostrar que não estavam satisfeitos com o novo líder do país.

Já em Los Angeles, na Califórnia, o protesto reuniu mais de 1000 pessoas, que levaram cartazes com frases como “eu não vou viver com medo” e “o ódio não vai ganhar”.

Em entrevista à CNN, a estudante Brooklyn White, de 18 anos, disse que Trump precisa ouvir o que as pessoas nas ruas têm a dizer sobre suas falas e atitudes. “Nós não podemos parar. Se ele é o presidente, ele tem que nos ouvir”, disse.

No Twitter, Donald Trump falou sobre as manifestações e declarou que os jornais e a televisão estimularam as pessoas a saírem às ruas para protestar contra ele. “Eu tive uma eleição presidencial bem aberta e bem-sucedida. Agora, manifestantes profissionais, incitados pela mídia, estão protestando. Isso é tão injusto!”.

Resultado eleições

Donald Trump foi eleito presidente dos Estados Unidos na última quarta-feira, dia 9. Ele faz parte do Partido Republicano e derrotou a candidata Hillary Clinton, do Partido Democrata.

Com o resultado, ele se tornará o 45º presidente da história do país. Ele assumirá o cargo no dia 20 de janeiro de 2017.

Enquete

Pelo o que você mais está esperando em 2022?

Comentários (0)

Compartilhar por email