A chefe do governo local de Hong Kong, Carrie Lam, anunciou, no dia 4 de setembro, que irá cancelar o  projeto de lei de extradição de cidadãos para a China, alvo de protestos no território desde 9 de junho.  A líder também prometeu criar um canal de conversa com os manifestantes. Apesar da declaração, os protestos continuam. Entenda ao lado.

Sobre o que é o projeto de lei cancelado?
Ele determina que suspeitos de crimes em Hong Kong sejam enviados à China para serem julgados. Para os manifestantes, isso desrespeita a autonomia do território e permite que a China exerça algum tipo de controle sobre a ilha.

Milhares de estudantes secundaristas e universitários faltaram às aulas em 2 de setembro, uma segunda-feira, para participar dos protestos contra o governo de Hong Kong./ #pracegover: jovens participam de manifestação. Eles usam máscaras nas bocas e carregam guarda-chuvas. Foto: Chris McGrath/Getty Images.

Qual é a relação entre China e Hong Kong?
Hong Kong pertenceu por 99 anos ao Reino Unido e foi devolvido à China em 1997, com a condição de que o território teria seu próprio sistema de leis até 2047. Assim, os moradores de Hong Kong não precisam seguir as mesmas leis que os chineses e possuem um Judiciário independente da China. Os manifestantes têm medo de que o projeto de lei tire esses direitos de Hong Kong.

Por que os manifestantes continuam protestando após o anúncio da líder Carrie Lam?
Eles passaram a fazer outras exigências além do cancelamento do projeto de lei: pedem que a polícia seja investigada por atos de violência cometidos durante os protestos, a libertação dos mais de mil manifestantes presos, a saída de Carrie Lam do governo e eleições diretas (quando os cidadãos votam nos políticos que desejam ter como governantes, como acontece no Brasil. Atualmente, apenas 1.200 dos 3,8 milhões de eleitores de Hong Kong podem votar). A líder do território não respondeu a essas exigências em seu pronunciamento.

Saiba mais sobre os protestos em Hong Kong na edição 135 do Joca.

Fontes: BBC, Channel News Asia, Diário de Notícias – Portugal, Folha de S.Paulo, G1, The New York Times e O Globo.

Esta matéria foi originalmente publicada na edição 137 do jornal Joca.

Enquete

Que tipo de live você mais gosta de assistir?

Comentários (0)

Compartilhar por email