Coordenadas geográficas foram coletadas durante trabalho em campo. Crédito de imagem: Agência IBGE Notícias

No dia 2 de fevereiro, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou novos dados sobre o Censo 2022 que mostram, entre outras informações, o quadro geral de endereços e habitantes no Brasil. Foram registrados 111,11 milhões de diferentes tipos de endereço em todo o país, com 81,5% (90,6 milhões) correspondendo a domicílios particulares e 0,1% (104,5 mil) a endereços coletivos. 

A região com o maior número de domicílios é o Sudeste; o Norte, por sua vez, mostra grande quantidade de áreas sem habitação. Há também algumas regiões onde não há nenhum registro de endereço: a Serra da Cantareira, em São Paulo, possui vários trechos sem nenhum domicílio, assim como diversos pontos do Amazonas, uma vez que ambos os locais abrigam densas florestas.

Dos 111,11 milhões de endereços registrados pelo Censo, cerca de 10,5% (11,7 milhões) correspondem a endereços para além de fins residenciais, como lojas, prédios públicos, bancos e shoppings. Outros tipos de estabelecimento também foram contabilizados nas coordenadas, sendo 264,4 mil endereços de ensino; 247,5 mil de saúde e 579,8 mil instituições religiosas. 

Essa é a primeira vez que o IBGE coleta esse tipo de dado em relação a todos os endereços do país. Segundo Eduardo Baptista, gerente de cadastros de endereços do órgão, o levantamento possibilita que medidas para áreas de risco, enchentes e outras ações públicas sejam tomadas com mais eficácia, uma vez que há um mapeamento claro de todos os endereços nacionais. “Com filtros espaciais, conseguimos saber quantos domicílios particulares estão dentro de áreas de impacto ou suscetíveis, bem como os estabelecimentos de outras finalidades, como de saúde, e edificações em construção também”, declarou Eduardo em publicação do site do IBGE. 

Crédito de imagem: Agência IBGE Notícias

O diretor também ressalta que cada coordenada corresponde a um endereço: “Cada endereço tem uma coordenada. Se em um mesmo local há duas espécies de endereços, como um domicílio particular e um estabelecimento agropecuário, então esse mesmo endereço terá dois pares de coordenadas, com dois registros diferentes no arquivo do produto”.

A partir dessa contagem também é possível, por exemplo, identificar municípios que têm mais endereços do que habitantes. É o caso de Arroio do Sal, no Rio Grande do Sul, com 11,1 mil habitantes e 18,9 mil domicílios. Na maioria dos casos, o cenário se repete em cidades turísticas, que são mais visitadas durante temporadas de férias.

Como o IBGE fez a contagem de domicílios? 

Além do Censo Demográfico de 2022, o instituto utilizou outras bases de dados, como a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, a Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) e a Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde (PNDS).

Fontes: IBGE, Folha de S.Paulo e G1.

Ixi! Você bateu no paywall!

Ainda não é assinante? Assine agora e tenha acesso ilimitado ao conteúdo do Joca.

Assinante? Faça Login

Voltar para a home

Ou faça sua assinatura e tenha acesso a todo o conteúdo do Joca

Assine

Enquete

Sobre qual assunto você gosta mais de ler no portal do Joca?

Comentários (1)

  • Censo 2022 divulga dados de saneamento básico - Jornal Joca

    1 mês atrás

    […] outras matérias do Joca sobre o Censo 2022: IBGE divulga primeiros resultados do Censo 2022, IBGE divulga dados do Censo 2022 sobre domicílios brasileiros, Brasil tem 1,7 milhão de indígenas, segundo novos dados do Censo 2022, do IBGE e Novo censo do […]

Compartilhar por email

error: Contéudo Protegido