O ministro francês Nicolas Hulot, responsável por assuntos ligados a Ambiente e Ecologia, apresentou em Paris, na França, um plano para proibir veículos movidos a combustíveis fósseis – como gasolina e diesel – até 2040.

Nicolas Hulot, ministro francês

O projeto, que faz parte de uma série de medidas do presidente Emmanuel Macron, tem o objetivo de tornar a França um país neutro em emissões de carbono até 2050.

Além disso, o plano segue o acordo votado na Conferência de Paris, em dezembro de 2015, que traz diversas medidas contra o aquecimento global.

Ele também inclui premiações para moradores de regiões mais pobres que trocarem seus carros atuais por carros elétricos, e o fim do uso de carvão para eletricidade até 2022.

Plano inclui premiação a quem trocar seus automóveis por carros elétricos

Na contramão do projeto francês, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou em junho que o país sairá do Acordo de Paris.

De acordo com ele, o acordo estava impedindo seu país de gerar mais empregos, já que as indústrias, como a de carvão, não podiam atuar com toda a sua capacidade. Sem tanta produção, menos vagas seriam criadas. Os Estados Unidos são o segundo país mais poluidor do planeta, logo atrás da China.

Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

Criado em 2015, o Acordo de Paris foi assinado por 195 países que se comprometeram a ajudar o planeta, reduzindo emissão dos gases poluentes em um esforço para evitar que a temperatura da Terra aumente mais de 2°C. De acordo com cientistas, esses gases aumentam a temperatura e causam diversas alterações no meio ambiente.

Enquete

Pelo o que você mais está esperando em 2022?

Comentários (0)

Compartilhar por email