O Google criou uma ferramenta que permite programar três cenas do filme “Mulher-Maravilha”.

No “Made With Code – Mulher-Maravilha”, os usuários aprendem conceitos básicos de programação e, assim, ajudam a personagem principal a passar pelos desafios da jornada.

Os jogadores podem mandar a personagem desviar para os lados, galopar, passar por cima dos obstáculos, entre outros.

Com esse jogo, o Google tem como objetivo fazer com que mais meninas se interessem pela área de programação. Segundo a empresa, apenas 22% dos desenvolvedores de jogos são mulheres.

“Esperamos que a mensagem de empoderamento da Mulher-Maravilha inspire as adolescentes e as mulheres a terem confiança para seguir carreiras nas áreas de ciência da computação, engenharia, games – ou seja lá qual for o seu sonho”, declarou a empresa.

Para acessar o site, clique aqui.

Como surgiu a Mulher-Maravilha?

Criada em 1941 pela DC Comics, uma das maiores empresas de histórias de quadrinhos do mundo, a Mulher-Maravilha é, para muitas pessoas, um símbolo do poder feminino.

A história da personagem começa na Ilha de Temiscira, um lugar onde só moravam mulheres guerreiras é ela treinada como amazona. Diana, como era chamada antes de assumir a identidade de heroína, conhece Steve Treivor, um capitão do Exército Americano que chega à ilha após um acidente de avião. Apaixonada pelo oficial, ela decide abandonar a ilha e se torna a Mulher Maravilha, uma personagem forte, rápida, inteligente e bonita.

Em outubro de 2016, a heroína se tornou embaixadora da ONU (Organização das Nações Unidas) pelos direitos das mulheres. A ideia era fazer com que ela se tornasse um símbolo da luta pelos direitos femininos.

No entanto, em dezembro do mesmo ano, a ONU tirou-a do cargo, sem explicar o motivo.

 

 

 

 

Enquete

De qual capa do Joca em 2022 você mais gostou até agora?

Comentários (0)

Compartilhar por email