dom quixote
#pracegover: capa do livro Era uma vez Dom Quixote com ilustração de dois cavaleiros montados em cavalos. Crédito de imagem: Divulgação

Um homem chamado Alonso Quijano amava ler livros de poesia, romance, e, principalmente, cavalaria. Esses livros contavam sobre pessoas muito valentes que viviam se aventurando e se chamavam “cavaleiros andantes”. Eles andavam por estradas a cavalo com espadas, lanças, escudos e armaduras.

Os cavaleiros andantes ajudavam os pobres, derrotavam gigantes e sonhavam com lindas princesas. O senhor Alonso lia tantos livros que ficava sem comer e dormir. Até que ele ficou louco, disse que iria ser um cavaleiro andante e se chamaria Dom Quixote de la Mancha.

Dom Quixote arrumou um cavalo bem magro e lhe deu o nome de Rocinante. Precisava ter também uma princesa, mas em La Mancha só havia camponesas. Até que ele se lembrou de Aldonza Lorenzo. Dom Quixote até encontrou um escudeiro, chamado Sancho Pança, e, juntos, eles viveram grandes aventuras.

Esta matéria foi originalmente publicada na edição 172 do jornal Joca.

Enquete

Pelo o que você mais está esperando em 2022?

Comentários (1)

  • Nicolas Bicudo (ALUNO ECCOS)

    10 meses atrás

    Boa resenha Nicole!

Compartilhar por email