Após o impeachment da presidente Park Geun-hye, acusada de corrupção, a Coreia do Sul realiza novas eleições nesta terça-feira (9).

O pleito ocorre em meio a um período de tensão com a Coreia do Norte, que vem ameaçando fazer novos testes nucleares. E o grande favorito ao cargo é justamente o progressista Moon Jae-in, de 64 anos, que defende mais diplomacia nos diálogos com o país de King Jong-un.

Moon Jae-in é o favorito, com 40% das intenções de voto

Moon perdeu a eleição de 2012 por uma pequena margem de votos, apenas 3,6 pontos percentuais. Nas pesquisas recentes, ele aparece com 40% das intenções de voto. Na Coreia do Sul não há segundo turno.

Os principais concorrentes de Moon são o empresário da área de informática Ahn Cheol-soo e o ex-governador conservador Hong Jun-pyo, do mesmo partido da ex-presidente.

Mais de 40 milhões de pessoas estão registradas para votar na Coreia do Sul. Dez milhões já votaram e espera-se comparecimento de mais de 90% da população às urnas. A última eleição presidencial, em 2012, teve o comparecimento de 75% dos sul-coreanos nas urnas.

Enquete

Pelo o que você mais está esperando em 2022?

Comentários (0)

Compartilhar por email