O governo de Kim Jong-un anunciou na madrugada de domingo, 3 de setembro, que realizou um teste “bem-sucedido” com uma bomba de hidrogênio. Este seria o sexto teste nuclear feito por Pyongyang.

Crédito: KCNA

Segundo informações do Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), a bomba provocou tremor de magnitude 6,3 na Coreia do Norte, e também foi sentido na Coreia do Sul e na China.

Segundo Kim Jong-un, o teste representa um passo “significativo” para completar o programa de armas nucleares do país.

Além do teste com a bomba de hidrogênio, a Coreia do Norte afirmou que já tem um míssil de longa distância, capaz de chegar aos Estados Unidos.

O presidente Donald Trump reagiu ao teste de Kim Jong-un, e pelas redes sociais afirmou que as “ações da Coreia do Norte continuam sendo hostis e perigosas para os Estados Unidos”. Além disso, Trump ameaçou romper relações com países que mantenham negócios com a Coreia do Norte.

TV estatal da Coreia do Norte divulgou imagens de Kim Jong-un autorizando o teste nuclear (Crédito: Reprodução | BBC)

O secretário de Defesa americano, Jim Mattis, declarou em entrevista coletiva que os Estados Unidos não querem “aniquilar” a Coreia do Norte, mas que estão dispostos a defender a si e, também, seus aliados.

Além dos Estados Unidos, a União Europeia também condenou o teste nuclear e disse que está disposta a aprovar sanções à Coreia do Norte. O Japão ameaçou romper o fornecimento de petróleo aos norte-coreanos.

Na manhã desta segunda-feira, 4 de setembro, a Coreia do Sul realizou manobras sobre o continente norte-coreano, e simulou ataques militares à região onde foi realizado o teste da bomba de hidrogênio.

O Conselho de Segurança das Nações Unidas (ONU) também condenou o teste e convocou uma reunião de emergência.

Bomba de hidrogênio x bomba atômica

Uma bomba atômica, como a usada na Segunda Guerra Mundial, funciona pela fissão, ou seja, divisão dos átomos de urânio e plutônio.

Bomba nuclear

Já a bomba de hidrogênio explode após a fusão, ou a soma dos átomos de hidrogênio. Ela é 1 mil vezes mais destrutiva que a bomba atômica e libera energia superior a do centro do Sol.

Chamada também de bomba termonuclear, a bomba de hidrogênio nunca foi usada em guerras, apenas em testes.

A bomba de hidrogênio libera energia superior a do centro do Sol | Crédito: Nasa

Se confirmado que a Coreia do Norte possui essa tecnologia, Kim Jong-un teria em mãos a arma mais destrutiva do planeta. Além da Coreia do Norte, apenas cinco países têm a chamada bomba H: Estados Unidos, Reino Unido, França, China, Rússia.

Enquete

Há quanto tempo você é leitor do Joca?

Comentários (1)

  • Maki Yoshida

    4 anos atrás

    Imagina uma guerra do Brasil contra a coreia do norte...?

Compartilhar por email