“Biocola” é resistente, adaptável e vence um desafio da medicina: colar superfícies úmidas.

Essa é a lesma Arion fuscus, que inspirou o estudo

Cientistas da Universidade de Harvard descobriram que podem copiar um muco pegajoso produzido pelos moluscos e, assim, criar uma cola milagrosa.

A “biocola”, como foi nomeada pelos pesquisadores, é resistente e adaptável. E mais: é capaz de grudar superfícies úmidas, algo que ainda é um desafio na medicina. É o mesmo que colar um bandaid em um dedo molhado, por exemplo.

Os estudiosos de Harvard, nos Estados Unidos, já usaram o material para selar um buraco no coração de um porco! Eles se inspiraram na lesma Arion fuscus, que produz um muco como defesa contra predadores.

A “biocola” tem um adesivo e um amortecedor, elástico e aderente

A “biocola” produzida é formada por dois componentes –o adesivo de fato e um “amortecedor bioquímico”.

Os experimentos realizados, publicados na revista “Science”, mostram que a cola não é tóxica para o tecido vivo e é três vezes mais forte do que qualquer outro adesivo médico. O material é resistente, elástico e adaptável. Ele pode ser usado como um esparadrapo na pele ou como um líquido injetado em ferimentos mais profundos no corpo.

A nova cola adere a uma superfície em três minutos e vai ficando mais forte. Em meia hora, está tão resistente quanto a própria cartilagem do corpo.

Fonte: BBC

Enquete

Há quanto tempo você é leitor do Joca?

Comentários (4)

  • Carolline Würzius Weber

    4 anos atrás

    Muito legal!A natureza pode fazer milagres

  • EE Henrique Dumont Villares

    4 anos atrás

    Eu achei bem interessante nunca pensei que uma cola inspirada em uma lesma e que ajudasse a salvar vidas de pessoas. SOU DO 5 ANO A; E me chamo Eduarda

  • luana takano ribeiro

    4 anos atrás

    que legal!

  • Jornal Joca

    4 anos atrás

    A natureza sempre nos surpreende! Obrigado por ler o Joca!

Compartilhar por email