aumento casos covid brasil 190
A venda do autoteste para detectar covid-19 foi autorizada no Brasil em 28 de janeiro de 2022. / #pracegover: foto de autoteste apresentando dois riscos vermelhos, o que indica positivo para covid-19. Crédito de imagem: JORNAL JOCA

Em 19 de junho, o Ministério da Saúde confirmou que o Brasil chegou ao 23º dia seguido de alta no número de infecções pelo novo coronavírus. Ao todo, foram registrados 10.691 novos casos nas 24 horas anteriores ao anúncio. Ainda de acordo com o órgão, a média móvel dos últimos sete dias é de 35.333 novos casos. Apesar da subida, o número é bem menor do que o visto no pico da variante ômicron no país, quando foram contabilizados 298.408 novos casos em 2 de fevereiro.

No entanto, segundo o doutor Marcelo Otsuka, membro da Sociedade Brasileira de Infectologia, pode haver mais infecções do que os dados oficiais registram. “Não podemos nos esquecer de que grande parte dos pacientes que hoje estão infectados não se testa e, muitas vezes, se testa em casa [por meio de autotestes], por isso não há notificação [para os órgãos de saúde]”, explica. Para ele, o problema disso é que, sem o diagnóstico dos casos, o vírus pode se espalhar e sofrer novas mutações, que talvez levem a casos graves.

Razões do aumento
De acordo com o doutor Otsuka, o aumento no número de casos se deve a vários fatores. Um dos principais é a alta capacidade de transmissão de algumas subvariantes da ômicron, como a BA.4 e BA.5, descobertas no começo de 2022. “Elas conseguem se transmitir muito mais do que a própria ômicron inicial”, relata ele.

Outro ponto é que essas mutações são capazes de burlar a proteção oferecida pelas vacinas — mesmo que as infecções causem apenas quadros leves. “A vacina ainda impede os casos graves, as internações na UTI [Unidade de Terapia Intensiva] e as mortes, mas as pessoas que estão vacinadas podem se infectar”, explica o infectologista.

A postura da população em relação à covid-19 também contribui para a subida nos casos. “A sociedade não usa mais máscaras, não tem mais se cuidado, não tem mais higienizado as mãos adequadamente, não mantém distanciamento social… Isso permite uma maior circulação do vírus”, completa o doutor Otsuka.

Por último, a chegada da época mais fria do ano no Brasil também exige mais cuidados. “As temperaturas mais baixas fazem com que as pessoas fiquem mais aglomeradas. Elas não são as principais causas para esse aumento, mas precisamos considerar que o frio diminui a proteção dos pulmões contra esse tipo de infecção”, diz.

Fontes: CNN Brasil, Estadão, G1, Ministério da Saúde, Poder360 e UOL.

Esta matéria foi originalmente publicada na edição 190 do jornal Joca.

Enquete

De qual capa do Joca em 2022 você mais gostou até agora?

Comentários (1)

  • Matérias do Joca sobre o novo coronavírus – Jornal Joca

    1 semana atrás

    […] Brasil vive aumento de casos de covid-19 […]

Compartilhar por email