Sua casa pode estar poluída

  colored-flamed-candles

O ar da sua casa pode ser cinco vezes mais poluído do que o ar da rua. Isso é o que diz a Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos, que afirma que, em casa, podem existir muitas fontes de poluição que tornam a atmosfera perigosa, como:

Staring candlesVelas: podem soltar gases e sedimentos na combustão, quando liberam partículas de carbono que se espalham no ar e podem causar problemas respiratórios. A de parafina é uma das piores, pois pode liberar grandes quantidades de benzeno e tolueno, agentes cancerígenos. Na hora de comprar velas, prefira as “menos piores”, feitas de cera de abelha ou óleos vegetais, com corantes e perfumes naturais.

homeguides-articles-thumbs-what_causes_a_musty_carpet_smell.jpg.600x275_q85_cropTapetes: o cheiro de tapete novo é, na verdade, a gasificação de compostos orgânicos como tolueno, bromo, benzeno e acetona… Oi? Pois é, esses produtos químicos podem causar dores de cabeça, irritação nos olhos e na garganta, alergias, confusão, sonolência e até doenças do fígado. Os piores são os que têm fibras de nylon. Tapetes velhos não soltam esses gases perigosos, mas possuem muitos ácaros que liberam excrementos, o que pode causar alergia.

images

Fogão a gás: é preocupante, pois emite mais dióxido de nitrogênio, altamente reativo. A exposição frequente ao composto pode causar doenças respiratórias. Para minimizar o dióxido de nitrogênio, deixe a cozinha bem ventilada ao cozinhar.

download


Produtos de limpeza
: muitos têm substâncias químicas nocivas, até mesmo os “orgânicos”. A água sanitária, se misturada com qualquer produto de limpeza ou vinagre, pode criar gás cloro, que cria problemas de saúde na hora e pode até matar, se inalado. Procure produtos menos tóxicos como óleo de melaleuca e vinagre branco para limpeza de vidros.

andrea-plant-powered-air-purifier-2

Purificadores de ar: removem toxinas e as liberam na atmosfera, na forma de ozônio, que irrita muito o pulmão.

Enquete

Há quanto tempo você é leitor do Joca?

Comentários (0)

Compartilhar por email