Líderes no G20 na Turquia, em 2015

O presidente Michel Temer decidiu não participar da próxima reunião do G20, que acontecerá entre 7 e 8 de julho, em Hamburgo, na Alemanha.

Os motivos do cancelamento não foram informados e ainda não se sabe se o Brasil enviará algum representante.

Temer, que enfrenta uma grave crise política e foi denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF) por corrupção passiva, tornando-se o primeiro presidente em exercício da história do país a ser formalmente acusado de um crime penal.

A cúpula do G20 é o grupo das 20 principais economias globais. É uma reunião entre os 20 principais países industrializados e emergentes do mundo.

PELO MUNDO

Neste domingo, cerca de dez mil pessoas protestaram nas ruas de Hamburgo, na Alemanha, contra a cúpula do G20.

Durante o protesto, vários oradores exigiram uma “outra política” para o meio ambiente e criticaram o presidente americano, Donald Trump, que deve se reunir com a chanceler alemã, Angela Merkel, na quinta-feira, antes de começar a reunião.

Bonecos gigantes representam líderes do G20 em protesto em Hamburgo, na Alemanha (Foto: Fabian Bimmer/Reuters)

Angela Merkel disse que os líderes irão conversar sobre desenvolvimento econômico inclusivo e sustentável ao invés de sua própria prosperidade. Falarão sobre distribuição de riquezas, consumo de recursos, mudanças climáticas, livre mercado e proteção ao consumidor.

O governo alemão terá 15 mil policiais para fazer a segurança da cúpula que reunirá os chefes de Estado dos 20 principais países industrializados e emergentes.

Enquete

Há quanto tempo você é leitor do Joca?

Comentários (0)

Compartilhar por email