O coração é simbólico nas mais diversas culturas. Representa o amor pulsante, a força vital, a energia da vida, a sabedoria e a inteligência, o singelo e o puro, o amor-próprio… Entre estas e tantas outras definições, o coração também representa a atitude generosa e a capacidade de compartilhar e se doar ao próximo. Por isso, foi escolhido como símbolo do Dia de Doar. Nas palavras de Henry Timms, cofundador do GivingTuesday e coautor do livro O Novo Poder, o coração faz todo o sentido pois “o GivingTuesday mostra o melhor das pessoas. E prova que todos somos capazes de cuidar uns dos outros”.

Para Asha Curran, cofundadora e chief executive officer (CEO, ou diretora executiva) do GivingTuesday, o coração demostra superação e união: “Há tantas barreiras dividindo as pessoas, tantas forças políticas e nacionalistas que constroem seu poder sobre essa divisão de seu povo. Precisamos de mais coisas que superem essas barreiras e unam as pessoas. O GivingTuesday é uma delas”.

“O que encanta as pessoas é a simplicidade e a recompensa psicológica e emocional de fazer o bem para os outros. Além disso, a sensação de agir pelo bem, não sozinho, e sim em uma comunidade global. É algo orgânico e indescritível na forma como o movimento atrai pessoas e faz com que elas se sintam felizes e recompensadas por fazer o bem. Um ritual global de doação.” Asha Curran, cofundadora e CEO do Giving Tuesday

#pracegover: símbolo do Dia de Doar, o coração aparece nos tons de amarelo, verde e azul. Imagem: divulgação.

Esta matéria foi originalmente publicada na edição 140 do jornal Joca

Enquete

Há quanto tempo você é leitor do Joca?

Comentários (0)

Compartilhar por email