O foguete Falcon 9, da SpaceX decolou da Flórida (EUA) para o espaço, levando 2 toneladas de equipamentos e mantimentos para a Estação Espacial Internacional (ISS) que está no espaço.

O foguete também levou amostras de vários materiais que serão usados em experiências científicas para estudar os efeitos da falta de gravidade no funcionamento de células cardíacas, musculares e ósseas.

O Falcon 9 tem o tamanho de um prédio de 23 andares e pela primeira vez decolou carregando um sequenciador de DNA, que os astronautas usaram para identificar micróbios, diagnosticar doenças e avaliar o estado de saúde de seus seis tripulantes. Segundo a Nasa, o material também servirá para detectar DNA de outros pontos do sistema solar.

Depois, a nave retornou à Terra e pousou na área de lançamento.

Foto: Tony Gray and Tim Powers/ NASA

O foguete foi construído pela agência Space Exploration Technologies, do bilionário Elon Musk, dono da Tesla Motors, que fabrica automóveis elétricos.
O foguete custou US$ 60 milhões e o combustível do foguete, US$ 300 mil.

Depois que a nave Dragon começou a jornada de dois dias para a ISS, a parte principal do foguete Falcon 9 se separou e retornou à superfície, pousando a alguns quilômetros de distância do local de lançamento – com isso, a SpaceX obteve sucesso ao pousar o foguete duas vezes em terra e uma vez em uma plataforma no oceano.

Enquete

Pelo o que você mais está esperando em 2022?

Comentários (0)

Compartilhar por email